05/04/2017

Socorro! Quero me aposentar!

Procurar montar sua previdência complementar é uma estratégia bem interessante

Dada crise econômica atual, e a calorosa discussão sobre reforma da previdência, o debate sobre tema só cresce no Brasil. No bojo da discussão está o medo de muitos brasileiros de perderem seus direitos, ou terem que trabalhar ou contribuir por mais tempo. Diante do dilema, cresce entre os analistas financeiros um consenso: é preciso montar um “plano B”, ter uma reserva para longo prazo, uma previdência complementar.

Para você que quer garantir alguma renda extra no futuro, independentemente do que será aprovado, ou não, na reforma da previdência, vão algumas dicas importantes:

1. Não deixe para amanhã

Se você tomar decisões hoje, e começar a poupar, tem muito mais chances de conseguir bons rendimentos ao longo de 10, 20 ou 30 anos. O longo prazo é a favor dos que conseguem poupar. Poupar quantias pequenas, R$ 40 ou R$50 pode ser um início. O importante é ter disciplina financeira.

2. Mudança de Cultura: De gastador para poupador

Somos muitas vezes culturalmente educados a comprar, e depois pagar. Fazer parcelas, e correr atrás para pagar. Um hábito muito caro na maioria das vezes, uma vez que juros no Brasil são estratosféricos. Quando conseguimos inverter os papeis, e passar a poupar primeiro, e gastar depois, o jogo vira para o nosso lado. Não é tarefa fácil. Mas é possível!

3. Tesouro direto: A melhor opção

Livre de taxas abusivas, muitas vezes encontradas na previdência privada, o Tesouro Direto caiu no gosto do brasileiro. Neste caso, é importante comprar títulos e ficar até a data do vencimento com eles. Se você nunca investiu no Tesouro Direto, fica a dica: Tesouro Selic. O titulo é livre de riscos, tem remuneração superior à famosa poupança. Mesmo assim, é importante ficar mais que seis meses, para fugir da maior alíquota do imposto de renda. Melhor ainda se ficar mais que dois anos, e pagar a menor taxa.

4. Metas traçadas e manter-se fiel

É comum ver pessoas que, ao iniciar uma reserva de longo prazo, acabam sacando o valor e usando para outro fim. Lembre-se que esta reserva ira determinar uma renda no longo prazo, e não deveria ser usada para trocar o automóvel, ou reformar a casa. Para isto, deve-se fazer outro fundo de reserva de período mais curto.

O debate sobre reforma da previdência seguirá, e é importante participar ativamente. Por outro lado, procurar montar sua previdência complementar é uma estratégia bem interessante. Quanto antes você começar a poupar, maior será o valor que obterá ao longo dos anos. Pequenos sacrifícios hoje podem te garantir um futuro mais confortável.

Forte abraço! E Deus abençoe o Brasil.

Bruno Cunha

Mestrando em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté (UNITAU), Bruno Cunha possui Pós-graduação em Administração (MBA) pela Fundação Getúlio Vargas e graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente, é diretor administrativo e financeiro da Faculdade Canção Nova, onde também atua como professor. Cunha tem experiência na área de Finanças, Economia, Educação Financeira, Finanças pessoais e Administração Financeira e Orçamentária.

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

(88) 9.9693-0101 Notoris - Agência Digital