posts

Primeira caminhada com Maria

Vem caminhar com Nossa Mãe..

será no dia 21 de outubro na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Banabuiú-ce.

Missão no Bairro Brasilia

Ser missionário é suportar a incompreensão e desdobrar-se para compreender. É sentir-se impotente frente a dor do outro, e mesmo assim acreditar que algo ainda pode ser feito por ele. É chorar a própria solidão e a dor da perda de pais e filhos que mal conhecemos. É abrir mão da própria cultura, para abraçar uma outra, totalmente diferente.
Ser missionário é distanciar-se da família de sangue, para se aproximar de tantas outras para integrar-se a elas. É fundir a alma todo dia, dividida entre a saudade dos que ficaram para trás e a alegria de estar com aqueles que o próprio Deus lhes reservou. É adaptar o paladar a novos sabores, o ouvido a novos sons, o olfato a novos cheiros, a alma a novas e diferentes espiritualidades.
Ser missionário é pensar com a cabeça dos outros e amar com o coração de Deus. É perder a casa, para ganhar o mundo. É deixar de ser amado por alguns, para ter a possibilidade de ser amado por muitos. É descobrir-se plural sem violentar o singular.
Enfim, ser missionário é saber onde nasceu, mas não saber onde morar ou morrer. É estar nas mãos de Deus e não desejar outra coisa a não ser fazer sua Divina Vontade. É saber que, independente de onde esteja, o lugar onde estiver é o lar que Deus lhe preparou. – padre André Ricardo

RCC- Banabuiú

O grupo de oração- Mensageiros de Cristo, rende gracas a Deus por estes 50 anos de ação soberana do Espírito Santo, como disse o papa Francisco “somos um precioso instrumento do espírito para caminhar com os outros irmão cristão unidos na oração e no trabalho pelos necessitados, caminhando juntos para a mesa da eucaristia”.

Adoração ao Santissimo

Todas as quintas- feiras acontece em nossa paróquia adoração, um momento de graças e bênção. Diante de Deus entregamos as nossas vidas, nossas famílias, nossos medos e angústias, na certeza que Deus nos escuta, nos leva em seus braços e alivia nossas dores. Devemos ser sempre gratos ao nosso pai, Ele que é rico em misericórdia, e nos ama infinitamente. Adoração é sempre um momento de graças, onde Deus se faz ainda mais presente no meio de nós.

Semana Nacional da família

Propormos para os encontros que nossas famílias possam se unir em torno do ícone da sagrada família, que é para nós o modelo real de família a ser seguído e que cada pai, cada mãe e filho tenha a capacidade de espelhar-se nesses que souberam ouvir a voz do pai para no mundo cumprirem sua missão. Em José encontramos o homem que soube, no silêncio obedecer e colocar sua vida inteiramente à disposição do filho de Deus. Em Maria encontramos o modelo de serva do senhor, termos o modelo de quem ao dizer sim tornou- se,não só mãe de Jesus, mas assumiu, por vocação a missão de ser mãe da humanidade. No menino Jesus encontramos a misericórdia de Deus que por amor enviou seu filho para  salvar e resgatar os homens.

Que a sagrada família de Nazaré impulsione cada família a brilhar nesse mundo como missionários da evangelização, guardiã da fé, do amor, assumindo missão junto com a igreja na construção de uma sociedade onde todos os homens reconheçam que são amados por Deus pai e transmitam aos outros esse amor.

Banabuiu no despertar vocacional

novos jovens de nossa cidade fazem o despertar este ano, e outro jovem do caminho vocacional participa do último encontro formativo, para descenir e responder ao chamado de Deus.  rezemos por nossos irmãos, que Deus abençoe cada um e ilumine suas decisões.

 

Encerramento da festa da padroeira

Neste sábado, 13 de maio, comemorou-se os 100 anos da aparição de Nossa Senhora de Fátima, aconteceu em nossa paroquia o encerramento da festa da nossa padroeira, ao meio dia com a Santa Missa. 

No dia 13 de maio de 1917, três pequenos pastores com idades entre 7 e 10 anos disseram ter visto a Virgem Maria em cima de uma azinheira um Cova da Iria, na época um terreno pedregoso próximo à localidade de Fátima. Esta “mulher mais brilhante que o sol” apareceu em outras cinco ocasiões nos meses seguintes. A emoção provocada pelo anúncio levou entre 50.000 e 70.000 pessoas a se reunir em Cova da Iria durante a última aparição, em 13 de Outubro, quando ocorreu um fenómeno meteorológico raro descrito como “o milagre do sol”. A devoção à Nossa Senhora de Fátima, que a Igreja não autorizou oficialmente até 1930, foi marcada por intensas manifestações de fé. Para expiar os pecados ou agradecer à Virgem pela ajuda prestada aos fiéis com problemas de saúde, amor ou dinheiro, muitos peregrinos caminham até Fátima durante vários dias e percorrem de joelhos o caminho que leva até a Capela das aparições, de centenas de metros. Três pastores, dois santos:  No sábado, o papa Francisco presidiu a cerimonia de canonização de dois dos pastores que disseram ver a virgem: Francisco Marto e sua irmã mais nova, Jacinta, que morreram de gripe espanhola em 1919 e 1920, aos dez e nove anos, respectivamente.

As duas crianças foram beatificadas por João Paulo II em Fátima em 13 de maio de 2000. Neste cem anos da aparição de Nossa Senhora de Fátima, podemos recorrer a esse amor de mãe, num caminho seguro para chegar ao coração de Jesus. Ela que é mãe, jamais abandona seus filhos, ela nos escuta nos ama, intercedi por cada um de nós e nos guia num caminho rumo ao céu. Viva Nossa Senhora de Fátima.

Festa de Nossa Senhora de Fátima

Nesta sexta-feria no encerramento da parte social da festa da padroeira de Banabuiú, foi com muito louvor, oração no ritmo de forro, Naldo José e forro in Deus animou nossos paroquianos e nos deu seu testemunho de vida. Através das musicas  podemos presenciar vários irmãos sendo tocados pelo amor de Deus, e voltando para casa com um sorriso diferente, renovados pelo amor de Deus, na certeza de que ele é misericordioso, nos convida a santidade, e se respondemos sim a esse convite, teremos uma vida inteiramente felizes, agraciados pelo amor de nosso pai.  É lindo ver uma juventude que fala, dança e louva o amor de Deus. Dançar para Deus é uma forma de gratidão, de adoração.Quando dançamos, estamos dando ao Senhor uma adoração com tudo o que temos e com tudo o que somos. Devemos ter uma vida de santidade, entrega e renúncia diante de Deus, além de um coração humilde e submisso. Nossos corações devem estar limpos e adornados para que o nosso louvor a adoração cheguem ao coração de Deus. As danças devem ser seguidas com alegria, humildade e consciência de que o Espírito Santo deve ter total liberdade para ministrar como lhe apraz no meio da congregação. Dançar é algo maravilhoso que toca o coração de Deus. Temos que ter continuamente um relacionamento íntimo com Deus, sem esfriamento, sem declínio, estando constantemente com a chama do primeiro amor acesa em nossos corações.

 

Festa de Nossa Senhora de Fátima

A paróquia de Banabuiú, está em festa, nesse Centenário da aparição de Nossa Senhora de Fátima, recorremos ao colo da mãe, ela que nos acolhe, ela que é o refugio dos pecadores, que intercedi e cuida de seus filhos. Nesse mês mariano devemos nos apagar a nossa mãe e atender o seu principal pedido:

A Mãe de Deus deixa o seu principal pedido: rezar sempre!

“Rezai o Terço todos os dias. Rezai, rezai muito! E fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno, por não haver quem se sacrifique e peça por elas. Quando rezardes o Terço, dizei depois de cada mistério: Ó meu bom Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do Inferno. Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem.”

Vigília Pascal 2017

Neste Sábado Santo a igreja celebra a vigília pascal, nos preparando para a ressurreição de Jesus Cristo. A missa na Nossa Paróquia foi realizada ás 20:00, uma missa com grande bênção, momento de emoção e encontro com Deus, onde renovamos o nosso batismo, acendemos o cirio  pascal e ouvimos uma liturgia de grande riqueza espiritual.

Na Vigília celebramos a memória da noite santa, em que Jesus ressuscitou, e é esta a missa considerada a mãe de todas as santas vigílias, como disse Santo Agostinho, pois nela a Igreja se mantém de vigia, à espera da Ressurreição do Senhor. É o cume do ano litúrgico”.

A liturgia falou  por si mesma quando proclamada : o mistério da nova luz que surge nas trevas, Cristo que venceu a morte e o pecado. Os fiéis se unem a este mistério, acendendo uma vela na chama do círio pascal, quando de sua entrada triunfal na igreja: é a participação na vida ressuscitada do Senhor.

Foi neste momento de grande bênção para a igreja e para nós , que pedimos ao Senhor que nos fizesse sentir a alegria da sua luz, de modo que nós mesmos nos tornemos portadores da sua luz, para que, através da Igreja, o esplendor do rosto de Cristo entre no mundo.

Cristo ressuscitou e nós deu a Salvação, és que Jesus venceu a morte e nós deu a sua luz. alegra-vos nos Senhor por que ele vivo está. FELIZ PASCOA

 

Notoris - Agência Digital