Artigos

12/05/2019

Caridade nos relacionamentos: como e por que viver?

Isso porque esperamos sempre que o outro aja da mesma maneira que nós agiríamos, colocamos sobre o outro um peso que talvez ele não sabe que carrega: o peso de corresponder às nossas expectativas.

 

No nosso cotidiano, quantas situações desafiam a nossa capacidade de perdoar, de amar, de esperar em Deus? Seja dentro da nossa casa, seja no ambiente de trabalho, na vida comunitária; ao exercer o papel de pai, de mãe, de educador, de esposo, de esposa e tantos outros. Isso porque esperamos sempre que o outro aja da mesma maneira que nós agiríamos, colocamos sobre o outro um peso que talvez ele não sabe que carrega: o peso de corresponder às nossas expectativas. E quando isso não acontece, naturalmente, vem a chateação e a decepção com o outro. No entanto, devo lembrar que este que me decepcionou, que me irritou, é o meu próximo; é aquele ao qual devo amar com o amor de Cristo ­­­— amor que nos ensina a ser pequenos, amor que nos ensina a morrer para o nosso orgulho e para a nossa vaidade de ter sempre a razão. Não se trata aqui de aceitar tudo silenciosamente numa atitude de falsa humildade, mas de compreender a limitação do outro e agir com paciência.

Como São Paulo escreve na sua primeira carta aos Coríntios: “A caridade é paciente, a caridade é bondosa…Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. A paciência é um outro nome para o amor!

Devemos, ainda, enxergar naquela situação em que muito nos custa acolher os “defeitos” daquela pessoa, a virtude que Deus deseja nos dar, pois só aprendemos amar… amando! Só aprendemos a perdoar… perdoando! Só aprendemos a ser pacientes quando nos dispomos a exercer a paciência.

Jacques Philippe escreve em seu livro Liberdade Interior: “Deus se fez homem para que o homem se torne Deus, isto é, como só Deus é capaz de amar, com a pureza, a intensidade, a força, a ternura e a paciência infatigável, próprias do amor divino”.

Aproximemo-nos mais e mais do amor de Deus, que nos move a amar o outro, acolhendo-o por inteiro, nos alegrando com suas potencialidades e sendo canal de misericórdia diante das suas limitações.

Que Deus lhes abençoe e Maria lhes guarde!

Erilene Silva

Noviça na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Icó

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital