08/11/2014

Ricos pela generosidade

por Antônio de Pádua Costa de Almeida

Ofereçamos ao Pai, pelo bem dos irmãos, tudo o que somos e temos e, sobre nossa vida e a dos nossos, toda sorte de bens atrairemos.

Alegremos o coração do Senhor, vivendo a unidade, colaborando com a evangelização, colocando à Sua disposição os nossos bens, com verdadeira generosidade. Quando decidimos, não só nossos bens materiais, mas, toda nossa vida ofertar, para que no mundo o Reino de Deus possa se concretizar, abrimo-nos à Sua graça e Ele não nos deixa nada faltar. Só vivemos com real segurança quando em Deus depositamos nossa esperança, vivendo a Sua vontade e socorrendo os irmãos em suas necessidades, com sincera caridade.

Tomemos posse do grande tesouro do Céu, decidindo, em tudo, desde as pequenas coisas, ser a Deus fiel. Não aparentemos a santidade, mas, a encarnemos de verdade. Sob o senhorio de Jesus, entendamos o dinheiro como mero instrumento para a caridade, tendo o exercício do amor, que é a vontade do Pai, como nossa prioridade.

Oremos, pedindo ao Senhor um coração reto, sempre empenhado pelo que é certo, aos olhos de Deus Pai Criador, ofertando-nos a Ele inteiramente, para que no mundo reine o amor. Invoquemos o auxílio de Nossa Senhora, de modo que, a seu exemplo, em Deus encontremos a nossa felicidade, na encarnação da caridade, colaborando para que muitos sejam introduzidos na gloriosa eternidade.

 Quando não nos apegamos aos bens passageiros, mas, os oferecemos a Deus, no socorro da Igreja, de suas necessidades, assistindo aos que estão carentes, na vivência da caridade, recebemos como recompensa, a maior de todas as bênçãos, a bem aventurada eternidade.

Deus lhe abençoe e Maria lhe guarde!

10723414_750877454949825_655937980_n
(Cf. Fl 4,10-19; Sl 111,1-2.5-6.8-9; Lc 16,9-15)

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital