Sementes de Vida

11/02/2021

O que as aparições de Nossa Senhora em Lourdes vêm nos ensinar?

        No ano de 1858, a Virgem Santíssima aparece em Lourdes, na França, para Bernadete Soubirous – uma menina muito, muito pobre; Filha de camponeses. A situação econômica de sua família era tão difícil que chegaram, em determinado momento, a ficarem desabrigados; precisando morar de favor na casa de familiares.      Bernadete também era […]

 

      No ano de 1858, a Virgem Santíssima aparece em Lourdes, na França, para Bernadete Soubirous – uma menina muito, muito pobre; Filha de camponeses. A situação econômica de sua família era tão difícil que chegaram, em determinado momento, a ficarem desabrigados; precisando morar de favor na casa de familiares.

     Bernadete também era muito pobre intelectualmente. Era analfabeta, o que era um grande obstáculo para ela, já que este era ensinado em Francês e ela falava apenas o dialeto local. Bernadette tinha uma saúde muito frágil, era asmática. Então, precisava de determinados cuidados, que para uma família pobre como a dela, era difícil proporcionar o mínimo conforto de que ela necessitava.

    Foi essa menina pobre, analfabeta e de saúde debilitada a quem Nossa Senhora se revelou. Bernadette era desprezível aos olhos do mundo, mas era agradável aos olhos de Deus, pela sua humildade.

“Porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes”.

     Nossa Senhora pede, então, a essa humilde menina duas coisas:  oração e penitência pelos pecadores. E Bernadette atende prontamente ao pedido da mãe do céu. Ela fazia pequenas penitência, como beijar o chão, caminhar de joelhos, pelos pecadores.

    Esse pedido de Nossa Senhora – que se repete em todas as suas parições -, mais de um século se passou, e o apelo da mensagem de Lourdes ainda ecoa nos nossos corações como um alerta de mãe. Nossa Senhora, como uma mãe cuidadosa, que deseja salvar os seus filhos da infelicidade eterna, insistentemente mente, em a cada aparição, vem nos alertar: Rezem e façam penitência!

      Mas, para ouvirmos o conselho de Nossa Senhora, precisamos ser humildes, precisamos ser dóceis, como foi Bernadette. Precisamos, em primeiro lugar, nos dispor à oração. E, movidos pela oração, nos mortificar pelos pecadores.

       Por causa da postura orante e das atitudes humildes dessa pobre menina, muitas pessoas foram alcançadas pela misericórdia de Deus. Muitas conversões aconteceram, porque Deus encontrou ali um coração disponível. Uma menina que, apesar de toda sua fragilidade humana, se dispôs a servir a Deus.

     Nos aproximemos, pois, cada dia mais da presença da mãe do céu, e busquemos a oração e a penitencia, como armas para o combate espiritual em que vivemos.

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!

 

__________________________________

Erilene Silva
Noviça na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente – Missão Icó

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital