30/05/2017

Quase no fim da quadra, Ceará tem maior chuva em dois meses

Ao todo, 108 dos 184 municípios receberam chuvas nesse período. São Gonçalo do Amarante (118mm), Paracuru e Amontada (117mm em ambos) foram as cidades com maior volume de água. Não chovia nessa intensidade no Ceará desde o dia 24 de março, quando a média foi de 15,1mm.

A dois dias do fim da quadra chuvosa, o Ceará teve o maior volume de chuvas dos últimos dois meses. Entre as 7 horas do último domingo, 28, e as 7 horas de ontem, o Estado teve uma precipitação média de 11,9 milímetros. Ao todo, 108 dos 184 municípios receberam chuvas nesse período. São Gonçalo do Amarante (118mm), Paracuru e Amontada (117mm em ambos) foram as cidades com maior volume de água. Não chovia nessa intensidade no Ceará desde o dia 24 de março, quando a média foi de 15,1mm. A maior chuva do ano ocorreu 11 de fevereiro, com 36,2mm.

As chuvas se concentraram principalmente nas zona litorânea e jaguaribana. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas mais intensas do último de fim de semana e de ontem têm relação com as fortes chuvas que caíram em outros estados do Nordeste na última semana.

“O sistema meteorológico que trouxe chuvas entre Alagoas e Pernambuco facilitou o surgimento de áreas de instabilidade que trouxeram chuvas para o Rio Grande do Norte e para o Ceará”, explica Raul Fritz, meteorologista da Funceme.

Embora o aporte dos últimos dias tenha sido significativo, ele é insuficiente para que o mês de maio chegue ao fim com volume de chuvas dentro da média histórica, que a Funceme considera o intervalo entre 1981 e 2010. Nos meses de maio desse período, a média é de 90,6mm. Neste ano, segundo os dados preliminares do órgão, choveu 61mm. “Maio deve terminar com cerca de 30% abaixo da média histórica. Mas, essas chuvas ajudaram a diminuir esse déficit”, complementa Fritz.

Considerando o período da quadra chuvosa (fevereiro a maio), os números seguem abaixo da média. Porém, bem mais próximos do esperado em comparação com os anos anteriores, quando houve seca. Os dados preliminares apontam que nesse quadrimestre choveu 553,8mm. Esse índice representa 7,8% menos que a média histórica, que é de 600,7mm.

De acordo com a Funceme, a expectativa é que o balanço da quadra chuvosa seja divulgado na primeira quinzena de junho, quando os dados estiverem mais consolidados. Atualmente, os reservatórios do Estado armazenam 12,5% da capacidade total.

Em Fortaleza, o posto meteorológico de Messejana registrou 24,8mm de precipitações. Embora com volume mais modesto que em outros municípios, a chuva causou problemas na Capital. No Centro, como de costume, houve acúmulo de água nas avenidas Duque de Caxias e Heráclito Graça, o que dificultou o trânsito de pedestres e veículos.

Números

 

12,5% é o volume atual

dos reservatórios do Estado. O Castanhão opera com 5,74%

36,2 milímetros foi a maior chuva do ano no Ceará. Ela ocorreu no dia 11 de fevereiro

7,8%

é o déficit das chuvas na atual quadra em relação à média histórica

Onde choveu mais

Maiores precipitações

Os dez municípios com maior volume de chuva entre 7 horas de domingo e as 7 horas de ontem foram:São Gonçalo Do Amarante: 118.0 mm

Paracuru: 117.0 mm

Amontada: 117.0 mm

Iracema: 106.0 mm

Forquilha: 104.0 mm

Aracati: 102.0 mm

Aquiraz: 102.0 mm

Barreira: 101.2 mm

Acaraú: 95.0 mm

Trairi: 95.0 mm

Previsão

A previsão da Funceme para hoje é a de nebulosidade variável com chuva entre a madrugada e o início da manhã. Ao longo do dia, céu entre parcialmente nublado e claro.

JOÃO MARCELO SENA

Fonte:http://www.opovo.com.br

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital