05/10/2015

Igreja terá cinco novos Beatos mártires da guerra civil espanhola

A Igreja terá cinco novos beatos: trata-se de um sacerdote e quatro companheiros, mártires durante a guerra civil espanhola. Foram também reconhecidas as virtudes heroicas de sete Servos de Deus.

A Igreja terá cinco novos beatos: trata-se de um sacerdote e quatro companheiros, mártires durante a guerra civil espanhola. Foram também reconhecidas as virtudes heroicas de sete Servos de Deus. O Papa Francisco recebeu em audiência privada esta quinta-feira, no Vaticano, o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato. Durante a audiência, o Pontífice autorizou a Congregação a promulgar os decretos concernentes:

– ao martírio dos Servos de Deus Valentino Palencia Marquina, sacerdote diocesano, e 4 Companheiros, assassinado por ódio à Fé em 15 de janeiro de 1937, nas proximidades de Suances  (Espanha);

– às virtudes heroicas do Servo de Deus Giovanni Folci, sacerdote diocesano e Fundador da Obra do Divino Prisioneiro; nascido em 24 de fevereiro de 1890 em Cagno (Itália) e morto em Valle Colorina (Itália) em 31 de março de 1963;

– às virtudes heroicas do Servo de Deus Francisco Blachnicki, sacerdote diocesano; nascido em Rybnik (Polônia) em 24 de março de 1921 e morto em Carlsberg (Alemanha) em 27 de fevereiro de 1987;

– às virtudes heroicas do Servo de Deus José Rivera Ramírez, sacerdote diocesano; nascido em Toledo (Espanha) em 17 de dezembro de 1925 e morto em 25 de março de 1991;

– às virtudes heroicas do Servo de Deus Juan Emanuel Martín del Campo, sacerdote diocesano; nascido em Lagos de Moreno (México) em 14 de dezembro de 1917 e morto em Jalapa (México) em 13 de agosto de 1996;

– às virtudes heroicas do Servo de Deus Antonio Filomeno Maria Losito, sacerdote professo da Congregação do Santíssimo Redentor (Redentorista); nascido em Canosa di Puglia (Itália) em 16 de dezembro de 1838 e morto em Pagani (Itália) em 18 de julho de 1917;

– às virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Benedetta Giuseppa Frey, monja professa da Ordem Cisterciense; nascida em Roma em 6 de março de 1836 e morta em Viterbo (Itália) em 10 de maio de 1913;

– às  virtudes heroicas da Serva de Deus Anna Chrzanowska, leiga, Oblata das Ursulinas de São Bento; nascida em Varsóvia (Polônia) em 7 de outubro de 1902 e morta em Cracóvia em 29 de abril de 1973.

Fonte: Rádio Vaticano

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital