15/09/2019

Vocação: Fulano nasceu para isso!

por Maria Luísa Farias Cavalcante

Afinal, para quê nascemos? Essa é uma pergunta muito discutida em meio às nossas vidas, é comum nos questionarmos para quê viemos ao mundo.

Afinal, para quê nascemos? Essa é uma pergunta muito discutida em meio às nossas vidas, é comum nos questionarmos para quê viemos ao mundo. Principalmente quando se é criança, tem-se aquela velha história: o que vou ser quando crescer? “Esse vai ser médico, esse professor, já esse vai ser bombeiro…”.

Todos têm um sonho, e isso é essencial para nosso crescimento enquanto pessoa. Contudo, mais importante que isso é pensar no sonho de Deus para nós, a nossa vocação! Afinal, o que é essa tal vocação? Vem do latim VOCARE que quer dizer chamado. Para cada um Deus, em Sua infinita bondade, tem um chamado especial, diferente.

Vamos falar mais sobre isso?

A nossa primeira vocação é a própria vida, pois ela é dom de Deus; a segunda é a santidade: “Sede santos como vosso Pai é Santo” (cf. Mt 5,48). Viemos ao mundo, mas não somos do mundo! A terceira vocação é o ápice desse contexto. É o chamado à nossa vocação específica… Crescemos com essa grande dúvida, o que seremos? Para alguns existe o chamado à Vida Religiosa… A essa requer uma total dedicação ao Senhor, doação e entrega, como diz na Palavra: “Deixai tudo e segue-me” (cf. Mt 19,21).

Para outros, existe o chamado ao Matrimônio, sonho de tantas meninas, uma das vocações mais desejadas por todos! Contudo, é necessário compreender que essa vocação requer uma renúncia de si mesmo no intuito de fazer o outro feliz. A família é projeto de Deus, plano de Santificação àqueles que são chamados a viver essa realidade.

Em outra realidade, temos o celibatário secular. Nele podemos encontrar aquelas pessoas que, ao longo da sua vida, não se identificaram com as realidades acima, pois têm um chamado particular a serem inteiramente do Senhor na perspectiva social e na vida cristã.

Mas como saberemos qual a nossa vocação?

Para isso, é necessária uma profunda intimidade com Cristo, uma vida de oração constante, abertura de coração para aceitar a vontade dAquele que nos criou e, não menos importante, direcionamento, discernimento e acompanhamento, para que haja essa descoberta, essa aceitação, pois nem sempre o sonho de Deus é o mesmo que o nosso. Mas a vontade de Deus é sempre o caminho mais seguro e concreto de felicidade que podemos escolher!

E você, em qual realidade se imagina? Já perguntou para Deus o que Ele quer de você?

Que a luz do Espírito Santo te encha da graça de Deus, para que saibas ouvir e responder o chamado do Senhor!

Que Deus te abençoe e Maria te guarde!

Maria Luísa Farias Cavalcante

Aspirante na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Mombaça

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital