Artigos

23/04/2020

Um novo olhar para o líquido precioso: a água

O desperdício de água é um problema primeiramente ético, pois se fosse um bem de maior valor financeiro, com certeza se daria maior atenção e muitas estratégias seriam feitas para a diminuição do seu gasto exagerado.

UM NOVO OLHAR PARA O LÍQUIDO PRECIOSO: A ÁGUA

 

A água é uma das principais discussões nos últimos tempos, pois a vida se sente ameaçada pelo descontrole do uso desse líquido tão precioso e indispensável para a sobrevivência da humanidade.

Diariamente se vê, onde quer que vamos, o desperdício da água. Seja nas ruas das nossas cidades, nos restaurantes, nas escolas, nas indústrias e, o mais grave, nas nossas casas onde, em sua maioria, não se tem um controle com as torneiras abertas.

O desperdício de água é um problema primeiramente ético, pois se fosse um bem de maior valor financeiro, com certeza se daria maior atenção e muitas estratégias seriam feitas para a diminuição do seu gasto exagerado. Não é somente um discurso dos ambientalistas, mas deve ser uma bandeira a ser levantada por cada homem e mulher que espera um futuro melhor, com menos problemas e com mais vida para todos.

“A água pela sua própria natureza, não pode ser tratada como uma mera mercadoria entre outras, e o seu uso deve ser racional e solidário. […] O direito à água, como todos os direitos do homem, se baseia na dignidade humana e não em considerações de tipo meramente quantitativo, que consideram a água tão somente como um bem econômico. Sem água a vida é ameaçada. Portanto, o direito à água é um direito universal e inalienável”. (DSI 485)

Muitas são as vias para que cada um possa ajudar e incentivar aos outros o aproveitamento da água que utilizamos no nosso dia a dia. A água que se utiliza na lavagem dos pratos, das roupas, poderia ser a mesma usada para a limpeza das calçadas, as descargas sanitárias, as irrigações dos jardins.

A captação de água no período das chuvas já ajuda a não utilizar a água do sistema público, fazendo com que os reservatórios continuem com um maior volume de água por mais tempo. Medidas como essas são sempre possíveis de serem tomadas e somos chamados a, também nós, inovarmos nessas iniciativas, que mesmo parecendo pequenas se tornam de grande ajuda se todos colaborarem e nutrirem o espírito de cooperação mútua.

É de significativa importância, e a criação agradece, os inúmeros esforços pessoais e coletivos que muitos homens e mulheres de boa vontade já realizam, sejamos mais colaboradores nessa grande empreitada em favor da vida.

“Uma maior escassez de água provocará o aumento do custo dos alimentos e de vários produtos que dependem do seu uso. Alguns estudos assinalam o risco de sofrer uma aguda escassez dentro de poucas décadas, se não forem tomadas medidas urgentes. Os impactos ambientais poderiam afetar milhares de milhões de pessoas, sendo previsível que o controle da água por grandes empresas mundiais se transforme numa das principais fontes de conflito deste século”. (LS 31)

Infelizmente, a população, muitas vezes, tem uma memória muito curta e isso faz com que se sane a dificuldade momentânea de forma parcial, sem se buscar soluções para remediar as raízes dos nossos problemas. Cada um só irá despertar para a busca de uma solução eficaz quando sentir na pele os efeitos de tal consequência, o que implica também na vida do outro e por consequência na vida do mundo inteiro.

Sejamos conscientes! Deus te abençoe e Maria te guarde!

 

Diácono Durval Filho

Consagrado da dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Banabuiú

 

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital