17/03/2016

Tesouro em vasos de barro

por Canção Nova

arregamos tesouro em vasos de barro. Apesar disso não abandonamos a cruz de Cristo. Pelo contrário, é nela que se evidencia a graça de Deus que nos sustenta. “Ora, trazemos este tesouro em vasos de barro para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.” O ministério que Paulo […]

arregamos tesouro em vasos de barro. Apesar disso não abandonamos a cruz de Cristo. Pelo contrário, é nela que se evidencia a graça de Deus que nos sustenta.

“Ora, trazemos este tesouro em vasos de barro para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.”

O ministério que Paulo recebeu de Deus não é algo que se pode inventar ou auto atribuir. É um dom. Mas para que todos saibam que é realmente um dom, um presente de Deus e não uma capacidade humana, a humanidade de Paulo e de todos os Cristãos que se colocam sinceramente a serviço de Cristo, é duramente provada pelo sofrimento. As perseguições e tribulações acompanham a vida do cristão porque esse foi o caminho percorrido pelo Senhor e Ele foi vitorioso. Nas ‘mortes’ diárias encontramos a vida em Jesus Cristo. Ele é a nossa força e esperança. Mesmo abalados pela tribulação ou até mesmo derrubados pelo pecado, não somos destruídos, graças a misericórdia de Deus que nos perdoa e nos fortalece com seu Espírito Santo.

De fato, ninguém posse se gloriar por pertencer a Jesus Cristo, antes precisamos ser gratos por tão grande amor que ele derramou sobre nossas vidas.

Leia o trecho em II Cor 4, 7-15

Na Bíblia cnbb página 1420

Título: Tesouro em vasos de barro

Promessas

II Cor 4, 14

Estamos certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e, juntamente convosco, nos colocará ao lado dele.”

Princípios Eternos

II Cor 4, 7-12

Trazemos este tesouro em vasos de barro para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós. Somos afligidos de todos os lados , mas não vencidos pela angústia; postos em apuros mas não desesperançados; perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados; por toda a parte e sempre levamos em nosso corpo o morrer de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa vis mortal.

Com efeito, nós que vivemos, somos sem cessar entregues a morte por causa de Jesus, a fim de que a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal. Assim, o morrer atua em nós enquanto a vida atua em vós.”

Qual a mensagem de Deus para mim hoje?

Reconhecer a graça de Deus agindo poderosamente em minha fragilidade e incapacidade é um dever para mim e um testemunho indispensável para meus irmãos na fé.

Como posso pôr isso em prática?

Não a nós, Senhor, não a nós! A ti toda honra e toda glória pelos séculos dos séculos. Amém.

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital