18/10/2016

Tempo Comum: Imitemos a Cristo!

por Iali Nogueira Mendonça

O tempo comum são as 33 ou 34 semanas do ano o qual a Igreja vive quando não se está comemorando Advento, Natal, Quaresma, Semana Santa ou Páscoa.

O tempo comum são as 33 ou 34 semanas do ano o qual a Igreja vive quando não se está comemorando Advento, Natal, Quaresma, Semana Santa ou Páscoa. A característica maior desse tempo é celebrar o mistério de Cristo na sua globalidade, sem focar nos momentos fortes como o nascimento, morte, ascensão, dentre outros.

Muitas vezes, caímos no erro de achar que o tempo comum é um tempo fraco, sem muita importância. Porém, esquecemos que nesse período devemos observar as ações de Jesus, o seu crescimento em estatura, sabedoria e graça (cf. Lc 2, 52), observar as suas ações diante da rotina, das tribulações e perseguições enfrentadas. Não podemos esquecer que Ele se fez humano em tudo, menos no pecado, (cf. Fl 2, 6-8) e, por isso, entende nossas dores e limitações diárias.

Aprofundar a presença de Cristo na nossa existência como cristãos deve ser o sentido dessas semanas de tempo comum. Entender que, além do período de espera e alegria (Advento e Natal), de conversão, arrependimento e vida nova (Quaresma, Semana Santa e Páscoa), nós temos outras vitórias e superações para comemorar. Não precisamos esperar por esses momentos para vivermos como cristãos, para frequentarmos a igreja e para colaborarmos nos serviços paroquiais. Temos o ano inteiro para isso: a manifestação do Senhor também se dá nesses períodos!

Podemos também considerar o tempo comum como tempo de unidade, pois imagine se só vivêssemos e considerássemos os episódios marcantes da vida de Cristo e do Seu mistério, sem os integrar no conjunto da sua vida, da sua existência… Precisamos sempre lembrar que o Senhor nos deu dignidade quando se fez homem no cotidiano. Significa que a Páscoa não se celebra apenas no ciclo próprio, mas que ilumina toda a existência cristã ao longo do ano; significa que toda a vida de Cristo, com a salvação que traz e torna presente, acompanha a vivência cristã de todo o ano litúrgico.

Por isso, vivamos o que esse tempo nos chama, sejamos autênticos cristãos, imitadores das ações de Jesus no nosso dia a dia, sempre buscando ter os mesmos sentimentos de Cristo (cf. Fl 5,2), isso é viver o tempo comum!

Iali Nogueira Mendonça

Consagrada na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Coordenadora da RCC CEDRO

Missão Cedro

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital