27/05/2017

Sim! Ele subiu e está na glória de Deus!

por Iali Nogueira Mendonça

“Subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso”. Esse é um trecho do Credo que professamos em cada Celebração Eucarística, como verdade de fé do cristianismo. Agora, pare um pouco e pense… você acredita no que professa? De fato, Jesus subiu ao Céu? E em que esse acontecimento muda a sua vida?

“Subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso”. Esse é um trecho do Credo que professamos em cada Celebração Eucarística, como verdade de fé do cristianismo. Agora, pare um pouco e pense… você acredita no que professa? De fato, Jesus subiu ao Céu? E em que esse acontecimento muda a sua vida?

Para não lhe restarem mais dúvidas, temos o testemunho de onze homens que foram perseguidos, torturados e morreram, mas nunca negaram esse acontecimento; Lucas e Marcos narram como tudo aconteceu. Caso ainda esteja com dúvida, pode ler em Atos dos Apóstolos algo mais detalhado sobre esse dia (cf. Lc 24, 44-53; Mc 16, 15-20; At 1, 6-11). O próprio Estevão também dá testemunho de que Jesus está sentado à direita de Deus (cf. At 7, 55-56). Jesus não se encontra mais em um local ou espaço de tempo, está vivo em meio a nós de um jeito novo!

A subida gloriosa em corpo e em alma de Jesus ao Céu não foi para se afastar de nós, da nossa humanidade, das nossas misérias. Ao contrário, foi para nos dar acesso à graça da glória da imortalidade, para que nós nos tornássemos participantes da Sua divindade, mais próximos de Deus; outrora estávamos expulsos da presença dEle, agora voltamos ao Seu convívio.

No Antigo Testamento, havia o dia da expiação dos pecados. O sacerdote seguia as instruções à risca para entrar no santo dos santos, para oferecer um carneiro em holocausto pelos pecados do povo e somente ele podia executar essas tarefas. Nesse sentido, podemos entender que Jesus é o único Sacerdote da nova e eterna Aliança, não entrou em um santuário feito por mãos humanas, mas no próprio Céu, estando face a face com Deus; por meio dEle é que o véu do templo que guardava o santo dos santos se rasgou e, agora, nós temos acesso de maneira pessoal a uma intimidade com o Pai por meio de Jesus. Ele vive eternamente para interceder por nós (cf. Hb 7, 25; Hb 9, 24).

Pela ascensão, Jesus nos deixa vários ensinamentos que devemos seguir. Um deles é que, para entrar na glória de Deus, é necessária a fidelidade cotidiana à Sua vontade, mesmo quando requer sacrifício ou mudança dos nossos planos. Devemos, ainda, viver com os pés na terra, mas com o coração voltado para o Céu, buscando ser alguém que almeja a vida eterna, e não pessoas que vivem como se não houvesse o amanhã, como se a vida fosse apenas o agora. Vivemos nesse mundo, porém não somos dele, somos cidadãos do Céu (cf. Fl 3, 30).

Ele disse antes de partir: “Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo” (cf. Mt 28, 20). Esta é a garantia da Igreja para não errar o seu caminho nesses dois mil anos e, por isso, nunca ter sido vencida, embora perseguida, massacrada e martirizada. E ela continua a missão de Cristo!

Então, não deixe que esse acontecimento passe despercebido aos seus olhos, veja que grande graça Jesus nos deu pela Sua ascensão, não perca as esperanças, Ele está junto do Pai a olhar por você, pelas suas dores e pelos seus motivos. Se Cristo morreu por mim e por você, Ele também foi vitorioso e entrou no Céu por mim e por você, para que um dia nós sejamos plenos da alegria e da esperança de uma vida eterna de paz, sem divisões, injustiças e misérias.

Seja firme no propósito de Deus, caminhando entre as coisas que passam e agarrando somente as que não passam!

Iali Nogueira Mendonça

Consagrada na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Iguatu

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital