Artigos

07/12/2020

Santíssima Virgem do Sorriso: o sorriso que cura

No lar dos Martin, vivia-se uma autêntica escola da fé cristã, onde Zélia e Luís, pais de Santa Teresinha, buscavam em tudo agradar a Deus, vivendo e ensinando às suas filhas a pequena via que leva ao céu. Fazia parte da rotina da família participar, diariamente, da Santa Missa, confessar constantemente e, claro, eram muitíssimos […]

No lar dos Martin, vivia-se uma autêntica escola da fé cristã, onde Zélia e Luís, pais de Santa Teresinha, buscavam em tudo agradar a Deus, vivendo e ensinando às suas filhas a pequena via que leva ao céu. Fazia parte da rotina da família participar, diariamente, da Santa Missa, confessar constantemente e, claro, eram muitíssimos devotos de Nossa Senhora. Cultivavam uma profunda devoção à Nossa Senhora das Vitórias a qual a menina Teresa passou a chamar por Virgem do Sorriso, como contarei adiante.

Quando ainda menina, Teresa encontrava-se acamada por uma enfermidade que hoje seria diagnosticada como síndrome do pânico, provavelmente. Ela mesma não sabia descrever tão estranha doença. Mas relata nos seus escritos que esta enfermidade quase a levou a morte, se não fosse a intervenção da Santíssima Virgem.

Foi num dia dedicado à Nossa Senhora dia 13 de maio de 1883, festa de Pentecostes , que o sol dissipou as trevas em que se encontravam a menina Teresa.

“… De repente, a Santíssima Virgem pareceu-me bonita, tão bonita que nunca vira algo semelhante, seu rosto exalava uma bondade e uma ternura inefáveis, mas o que calou fundo em minha alma foi o “sorriso encantador da Santíssima Virgem”. Todas as minhas penas se foram naquele momento, duas grossas lágrimas jorraram das minhas pálpebras e rolaram pelo meu rosto, eram lágrimas de pura alegria… Ah! pensei, a Santíssima Virgem sorriu para mim, estou feliz… (…) Fora por causa dela, das suas intensas orações, que eu tivera a graça do sorriso da Rainha dos Céu…”

A menina Teresa foi curada. E em seu coração já não se achava angústia ou perturbação, apenas alegria e contentamento pela presença e intervenção da Santíssima Virgem do Sorriso em sua alma.

A partir de então, a Virgem do Sorriso passou a ser invocada pelos familiares de Santa Teresinha e, posteriormente, esta devoção foi levada para o Carmelo, sendo divulgadas em todas as Ordens Carmelitas e propagadas para o mundo todo, chegando a mim e a você, para que a partir do conhecimento dessa graça Divina na vida da nossa querida santinha, invoquemos também nós à sua poderosíssima intercessão.

Peçamos, pois, o auxílio da Santíssima Virgem do Sorriso sobre a vida de tantas pessoas que padecem de doenças psicológicas. Não dispensando o necessário auxílio dos profissionais da área, mas contando, sobretudo, com a intervenção da Mãe do Céu.

 

Nossa Senhora do Sorriso, rogai por nós!

 

Maria Erilene da Silva

Noviça na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Icó

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital