07/02/2018

#SantidadeLeiga

por Antônio Gomes Pimenta

“Se durante a vida tivermos sempre feito o nosso dever, a morte não nos meterá medo”.

BEATA EURÓSIA FABRIS BARBAN

NACIONALIDADE : Italiana

BEATIFICAÇÃO: 06 de Novembro de 2005, pelo Papa Bento XVI

DIA LITÚRGICO: 08 de Janeiro

Eurósia nasceu em 27 de setembro de 1866 em Quinto Vicentino, na Itália, numa família de camponeses modestos. Todos em casa chamavam-na de Rosa. Foi batizada com três dias de nascida. Aos quatro anos, transferiu-se com a família a Marola. Viveu a sua vida no âmbito doméstico e no ambiente paroquial, e desde a juventude procurou fazer a vontade de Deus, procurando-a de todo o coração, sem hesitações.

A sua devoção à Via Sacra, ao Presépio, ao Espírito Santo, a Jesus no Sacrário, à Virgem Maria, às almas do Purgatório, conduziram sua adolescência e juventude na oração, no trabalho, na simplicidade e inocência, completando sua formação com a leitura da Palavra e o estudo do catecismo.

Nunca um pobre vinha à sua porta para voltar de mãos vazias, mesmo em tempos de escassez. Guiados pelo testemunho de vida da mãe, três dos sete filhos seguiram a vocação sacerdotal, dos quais um como frade menor. O último filho morreu aos 14 anos enquanto era seminarista. Um dos filhos adotivos entrou na Ordem dos Frades Menores e uma das filhas do primeiro casamento do seu esposo entrou no Convento das Irmãs da Misericórdia. Depois de 45 anos de matrimônio ficou viúva, passando a dedicar-se mais ainda a oração.

Previu que o Senhor lhe levaria dentro de 20 meses, depois da morte de seu marido, o que realmente aconteceu no dia 8 de Janeiro de 1932, em Marola.

Alguns pensamentos de Mama Rosa:

“Eu não desejo mais nada a não ser o amor de Deus e crescer sempre mais no seu amor. Do resto, nada mais me importa”; “É preciso dar contas a Deus e não aos homens das nossas ações e da nossa vida”; “Se tivermos os olhos em Deus, não importa o que os outros digam”; “Quando se reza é preciso esquecer todas as coisas deste mundo!”; “Os filhos que o Senhor nos deu, são em primeiro lugar, seus e só depois nossos. E se Ele os quiser para si, nós devemos estar gratos, mais ainda, felizes”; “Se durante a vida tivermos sempre feito o nosso dever, a morte não nos meterá medo”.

 

Antônio Gomes Pimenta

Consagrado na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital