18/06/2018

#SantidadeLeiga: Beato dos namorados

por Antônio Gomes Pimenta

Minha sentença no tribunal dos homens será minha maior defesa diante do Tribunal de Deus; eles, querendo denegrir-me, me enobreceram; querendo me sentenciar, me absolveram e, ao tentar me perder, me salvaram. Me entende? Está claro!

BEATO BARTOLOMEU BLANCO MARQUEZ

Nacionalidade: espanhol

Beatificado no dia 28 de Outubro de 2007, pelo Papa Emérito Bento XVI

Dia litúrgico: 06 de Novembro

No mês dos Namorados nada melhor do que apresentar um leigo que viveu uma verdadeira história de amor e que soube sublimar esse amor, transcendendo-o até os céus. Não tem um final feliz do ponto de vista romântico. Mas do ponto de vista da fé, alcançou seu objetivo, que é a posse definitiva de Deus.

Bartolomeu Blanco Marquez nasceu no dia 25 de novembro de 1914 em Pozoblanco – Espanha. Órfão de mãe aos três anos e de pai aos doze, foi criado por alguns tios e trabalhou na confecção de selas para cavalos com os primos. Foi aluno regular do colégio salesiano de Pozoblanco e colaborador de catequese. Aos 18 anos de idade, foi eleito secretário da Juventude Masculina da Ação Católica em Pozoblanco.

Nesta cidade, ele foi preso, por conta da fé, em 18 de agosto de 1936, quando estava de licença durante seu serviço militar em Cádiz. Em 24 de setembro, foi transferido para a prisão de Jaén, onde conheceu quinze padres e outros leigos fervorosos. Lá ele foi julgado, sentenciado à morte e baleado em 2 de outubro de 1936.

No dia de sua execução, ele deixou a cela descalço, para ser mais parecido com Cristo. Ele não aceitou ser baleado nas costas. “Quem quer morra por Cristo, deve fazê-lo de frente e de peito nu. Viva Cristo Rei!”, caindo crivado de balas.

As cartas que ele escreveu na véspera de sua morte para seus parentes e para sua noiva Maruja são uma prova de sua fé. Soube sublimar o seu amor por sua noiva e direcioná-lo pra Deus:

“Que esta seja minha última vontade: o perdão, perdão e perdão, mas perdão, eu quero para ser acompanhado por todo o bem possível. Então eu lhe pergunto para me vingar com a vingança de um cristão: devolvendo com o bem para aqueles que têm tentado me prejudicar”.

Eis a carta na íntegra:

“Prisão provincial, Jaén, 1 de outubro de 1936.

Maruja da minha alma:

Sua memória me acompanhará até o túmulo e, enquanto houver um batimento cardíaco em meu coração, ele pulsará de afeição por você. Deus tem poder para sublimar esses afetos mundanos, enobrecê-los, quando nós O amamos. Portanto, embora em meus últimos dias, Deus é a minha luz e o que eu desejo, mas isso não impede que a lembrança da pessoa mais querida me acompanhe até a hora da morte.

Sou assistido por muitos sacerdotes que, como um bálsamo benéfico, derramam os tesouros da graça em minha alma, fortalecendo-a. Eu olho a morte na cara e eu realmente te digo que isso não me assusta nem um pouco.

Minha sentença no tribunal dos homens será minha maior defesa diante do Tribunal de Deus; eles, querendo denegrir-me, me enobreceram; querendo me sentenciar, me absolveram e, ao tentar me perder, me salvaram. Me entende? Está claro! Desde que me matando eles me dão a verdadeira vida e me condenando para sempre defendendo os ideais altos de Religião, Pátria e Família, eles abrem largamente as portas dos céus.

Até então, Maruja da minha alma! Não se esqueça de que do céu eu olho para você, e tente ser um modelo de mulher cristã. Porque, no final do jogo, bens e prazeres terrenos são inúteis, se não conseguirmos salvar a alma.

Um pensamento de reconhecimento para toda a sua família e para todos vocês meu amor sublimado nas horas da morte. Não te esqueças de mim, Maruja, e que minha memória sempre te sirva para ter em mente que existe outra vida melhor, e que obtê-la deve ser a mais alta aspiração.

Seja forte e reconstrua sua vida, você é jovem e boa, e terá a ajuda de Deus, que implorarei do seu Reino. Até a eternidade, então, onde continuaremos a nos amar para todo o sempre”.

Bartolomé

Que o Beato Bartolomeu Blanco Marquez abençoe nossos jovens e purifique seus relacionamentos!

Antônio Gomes Pimenta

Consagrado na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

1 Comentário
  1. Gessé SMSB disse:

    Belíssimo artigo meu amigo, Antônio.

Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital