Artigos

03/01/2020

Santa Teresinha: Uma mensagem atemporal para o início de uma nova década

A mensagem de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face ecoa nesta década que se inicia e pode nos levar à seguinte reflexão: Qual é o legado que eu vou deixar na humanidade? 2 janeiro 2020 É oficial. Entramos na terceira década do segundo milênio depois de Cristo. Você já parou para pensar […]

A mensagem de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face ecoa nesta década que se inicia e pode nos levar à seguinte reflexão: Qual é o legado que eu vou deixar na humanidade?

É oficial. Entramos na terceira década do segundo milênio depois de Cristo. Você já parou para pensar nisso? 2020 é um marco na história da biografia da humanidade, que a cada ano se moderniza, realiza novas descobertas na ciência, avança como nunca na tecnologia e concretiza feitos grandiosos e ambiciosos em todo o mundo.

Em meio à sociedade da informação, nunca foi tão fácil se comunicar com pessoas de todas as partes do globo, aprender novos idiomas e construir pontes. O homem, que chega facilmente a todos os lugares, também parece se fragmentar em relação ao conhecimento de si mesmo.

A liberdade, desejada por todos, é oferecida para muitos apenas como a realização de conquistas pessoais e, por vezes, transitórias. Sucesso e dinheiro são os fins últimos da alegria que aparentemente não passa. As grandes vias para a realização do homem são muitas, mas não levam a nenhum lugar.

Uma mensagem atemporal

No final do século XVIII, quando as primeiras invenções industriais, timidamente, eram testadas nos países de tecnologia mais avançada, chegava ao mundo uma mulher que seria um marco para a história de toda a humanidade. Em 2 de janeiro de 1873, na pequena cidade de Alençon, na França, nascia Marie-Françoise-Thérèse Martin, ou Santa Teresa de Lisieux. Ela deixou ao mundo uma mensagem atemporal: a de que é possível alcançar a misericórdia de Deus por meio de uma pequena via.

A jovem Teresa, ao se deparar com o ateísmo prático que era disseminado em seu país durante a sua infância e adolescência, teve profunda compaixão do seu povo e decidiu amá-lo em atos escondidos. Ao ingressar no convento, com saúde frágil, tinha grandes desejos em seu coração: queria conhecer o mundo, comunicar o amor e ir em missão aos confins da terra.

Urgência da redescoberta

A urgência da redescoberta de um caminho interior que fizesse o homem se reencontrar com a sua essência em tempos de dispersão, foi o que a fez oferecer a sua juventude reclusa em um mosteiro. No silêncio e em uma profunda vida interior, mesmo enclausurada, se descobriu plenamente mulher: obediente, livre e inteira.

A mensagem de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face ecoa nesta década que se inicia e pode nos levar à seguinte reflexão: qual é o legado que eu vou deixar na humanidade? Será que a minha vida tem sido uma resposta definitiva para o outro, uma ponte para as coisas que verdadeiramente não passam?

Que em meio aos  desejos que ecoam em seu coração, você possa encontrar dentro de si mesmo uma essência, um âmago, um intrínseco chamado, o que há de mais profundo em seu ser. Que nesta nova década que se inicia, a sua vontade seja iluminada e alimentada pela verdade. A Obra Nova sempre espera aqueles que têm sede do que é atemporal.


0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital