Artigos

06/01/2015

“QUEM OBEDECE NÃO ERRA!”

Posso dizer que a virtude da obediência é algo essencial para aqueles que se sentem chamados a uma conversão profunda e diária, pois não existe santidade sem obediência.

“QUEM OBEDECE NÃO ERRA!”

Quem já ouviu essa frase pode lembrar-se de algum coordenador ou de seus pais dizendo isso, assim como eu me lembro. Se fôssemos refletir com esta frase, extrairíamos inúmeros raciocínios e caminhos a serem trilhados.

Posso dizer que a virtude da obediência é algo essencial para aqueles que se sentem chamados a uma conversão profunda e diária, pois não existe santidade sem obediência. Não haveria ordem em uma cidade sem que os seus habitantes, de certa forma, conhecessem as leis e as obedecessem! Assim somos nós; nunca caminharemos na vontade de Deus se não O escutarmos e O obedecermos!

Vejo a desobediência como uma ameaça fatal em uma vida cristã, pois foi pela desobediência que o pecado entrou no mundo; e da mesma forma entra em nossas vidas se não nos decidirmos a viver o que Deus quer! Quantas vidas frustradas! Quantos sonhos que estavam no coração de Deus foram impedidos de serem realizados por causa da desobediência de Seus filhos.

A desobediência nos leva a outro caminho que não é o de Deus. Ao invés de nos convertermos ao Altíssimo, nos convertemos para aquele que é o acusador dos homens!

Digo para você, que está lendo: no dia de hoje, em minha vida, NÃO É FÁCIL OBEDECER! Todos os dias, sou chamado, como cristão católico, a entrar no mistério da obediência, deixando que o ouro seja provado no fogo e assim, demonstre o meu amor por Jesus! Digo para você: OBEDECER É PARA QUEM TEM JUÍZO!

Foi pela desobediência que o pecado entrou no mundo. Poderia dizer com toda a certeza de que a palavra pecado já significa: D-E-S-O-B-E-D-I-Ê-N-C-I-A! Eva foi seduzida pela serpente a comer do fruto da árvore da vida, e consequentemente por meio dela, Adão comeu!

O pecado cega os nossos olhos para as coisas de Deus, cerra os nossos ouvidos para o que o Pai tem a nos falar! Desvia o nosso coração da verdade que Ele pôs em nós! Da mesma maneira que o diabo seduziu Eva, ele nos seduz, e quer fazer isso sempre! O diabo nos rodeia como um leão a rugir, procurando a quem devorar! Primeiro, ele nos seduz, corrompendo nosso coração. A partir daí, ele nos hipnotiza, tocando e despertando o nosso prazer e gosto por determinado pecado, levando-nos a cair! E quando estamos prestes a pecar, ele mesmo dá um ‘empurrãozinho’, para que caiamos!

A missão do demônio, como se pode ver claramente, já é bem conhecida desde a criação da humanidade: levar-nos à desobediência, por meio da mentira! Eis porque um de seus títulos é “O astuto pai da mentira”. Quando o homem desobedece ao Senhor, laços de amizade são rompidos; e não uma amizade qualquer com alguém próximo de nós, mas com o próprio Deus. Ele deseja ansiosamente que tomemos a atitude de reconhecermos o que fizemos, para que esses laços sejam reatados, e possamos continuar a viver em comunhão com Ele!

Uma bela frase de Santa Teresa de Jesus, que expressa o meu pedido e a minha busca ao Senhor, para que eu não o desobedeça: “Oh laço que assim juntais duas coisas desiguais, não desateis o que atais, pois atando força dais”. E outra frase que me serve de oração e de pedido ao Senhor, sempre que sou tentado a desobedecer: “A única graça que vos peço é a de nunca vos ofender”!

Até para o nosso amado, encarnando-se no seio da virgem Maria e vivendo como nós, não foi fácil viver a obediência! Para levar o plano de salvação adiante, ele foi tentado diversas vezes. Aqui aproveito para lhe dizer: o demônio sempre nos tentará a não levar à frente a vontade de Deus em nossas vidas, pois ele quer que sejamos parecidos com ele!

Um exemplo de dificuldade de Jesus em obedecer foi relatada na passagem de Mt 4, 1-11; e outra em Mt 26, 42. Imagine um ser humano passar por aquilo que Jesus passou… Não era porque Ele era o filho de Deus que Ele encontrou facilidade em colocar adiante o plano da salvação! Jesus, assemelhando-se a nós, vem nos mostrar que o Pai não deixa os Seus filhos sozinhos! Sabe quando você era pequeno, e seu pai te ensinou a andar de bicicleta ou a jogar bola, ou até mesmo te ajudou a fazer alguma coisa… Pois bem, Jesus nos ensinou que o Pai está sempre a olhar por nós! Certamente, Deus nos mostra que a obediência vale muito!

Jesus sofreu, viveu momentos de angústia no horto das oliveiras, como já é bem conhecido. Foi traído por um de seus discípulos e foi também por eles abandonado. Foi levado a julgamento. Foi maltratado. Cuspido, humilhado, torturado… Condenado a morte de cruz! Será que foi fácil para Jesus obedecer a vontade de Deus na situação em que ele se encontrava?

Recordo-me agora do filme A paixão de Cristo, de Mel Gibson, onde em uma das cenas Jesus está sendo cruelmente flagelado, com aqueles chicotes que, em suas pontas, tinham objetos cortantes. E aqueles homens o flagelaram até cansarem, mas recordo-me em que um momento, eles pararam. O chefe dos soldados se levanta, estende o braço para frente, com a palma da mão aberta para baixo, e a vira para cima, em sinal de que os soldados deveriam virar Jesus para frente. E eles começam a flagelar Jesus. Antes eram as suas costas, agora o seu corpo todo foi flagelado!

Quero lhe fazer uma proposta, mas antes deixe-me perguntar uma coisa a você: e aí, tá fácil obedecer aquilo que Deus tem te pedindo tanto? Não? Pois é! Sabe naqueles momentos em que você sobe pelas paredes, procurando controlar a carne para não pecar contra a castidade? Sabe aqueles momentos em que você se segura pra não mentir, para não desonrar seus pais, para não desobedecer o seu coordenador, para não trair a sua esposa? Pois é, lembre-se da mão daquele soldado! Não espere que a vida te vire de um lado pro outro, mas oferece a Deus a tua vida, as tuas causas, as tuas dores! Ele te ensinará e te ajudará a obedecer!

Tudo o que Deus nos chama a viver é um degrau para o céu, difícil ou fácil! Encanta-me bastante o que Santa Teresinha escreveu: “Haverá, pois, maior alegria, do que a de sofrer por vosso amor”? Vejo isso como uma proclamação grandessíssima! Nunca existirá um amor como o de Deus por nós! Vale a pena derramar todas as nossas lágrimas, lutando por aquilo que é de Deus! Vale a pena obedecer mesmo em meio às dores, mesmo assemelhando-se a cacos de vidro, no chão! Deus nunca deixa aqueles que buscam obedecer-lhe! Se Ele nunca me deixou, será que Ele será capaz de te abandonar? Eu te digo meu irmão, minha irmã: a situação de dificuldade, de pecado, de fraqueza que hoje você vive não é maior do que o amor daquele que te chama a O obedecer! Já parou para pensar que só o fato de Deus nos chamar a obedecê-Lo é uma manifestação do seu amor, do seu cuidado por cada um de nós?

Outro exemplo de obediência radical foi o de Nossa Senhora! Imagine uma jovem de 15 anos recebendo a visita de um anjo e ouvir dele que Deus a escolheu para ser a mãe do Salvador, e que ela ficaria grávida sob a luz do Espírito Santo. Naquele tempo era tudo muito difícil! Maria não era casada com José ainda, e uma mulher engravidar sem ser casada, segundo a lei de Moisés deveria ser apedrejada. Como a sua família acreditaria em tudo isso? Como José, seu noivo, acreditaria nisso? O que pensariam dela? O que fariam com ela?

Mas Deus veio em seu favor, pois ela decidiu-se a obedecer a Deus! Com certeza Maria soube confiar nEle! Sabia a imensa responsabilidade do chamado que Deus a tinha feito. Sabia que somente na vontade de Deus ela seria feliz e traria consequentemente a alegria da salvação para muitas pessoas, mesmo sem saber do plano misterioso de Deus para a salvação.

Aos pés da cruz, é perfeita a obediência de Maria, que está ali, com Jesus, até o último momento da Paixão e Morte de seu filho! Mesmo na dor estava ali, constante! Peça também a intercessão dela, e a peça que te ensine a ser um homem, uma mulher constante na vontade de Deus, no querer de Deus!

Mesmo que você desobedeça, mesmo que você ande pelo caminho largo, mesmo que você um dia queira abandonar os planos que Deus tem para sua vida, Ele não desiste de você! Ele sempre se lembrará da nova e eterna aliança, na qual o santo selo te envolve!

Vem-me ao pensamento Maria Madalena…

Quando os escribas e os fariseus levam aquela mulher adúltera para apedrejá-la, ela é apresentada também por eles a Jesus. Ele se inclina e começa a escrever… E mesmo na insistência daqueles homens em cumprir a lei de Moisés, Jesus se levanta e faz com que eles olhem com os olhos da verdade, observando o que diz a própria consciência!

A parte mais bela é quando Jesus pergunta a Maria Madalena se alguém a condenara, e quando ela diz que ninguém o fez, Ele diz que nem Ele a condenava…

Quando pensamos que já não existe saída, que não podemos mais fazer nada por nós mesmos, que não podemos ser libertos da escravidão do pecado, Jesus começa a escrever uma nova história em nossas vidas… Um Deus que não nos condena, mas que nos ama profundamente e espera a nossa mudança de vida!

São Bernardo diz que: “Quando estou dividido em mim mesmo, é porque não estou unido a Deus”. Não deixe que o pecado e a desobediência te dividam, te separem de Deus! O Senhor só quer te amar! Ele nunca vai deixar você sozinho! Mesmo que a conversão seja um exercício árduo em certos momentos da tua vida, agarra-te a Deus!

Ele não desiste de você!
Ele te ama!

Eric Feitosa, membro da Renovação Carismática Católica da cidade de Pedra Branca, atualmente serve no ministério de musica.

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital