Artigos

12/02/2019

Primaveras… 51!!!

Há 51 anos, o Senhor permitiu que sua vida viesse para iluminar o mundo, sabendo que a semente escolheria morrer. Por isso, desde então é primavera! Feliz aniversário! Te amamos!

A Palavra de Deus aconselha que o Reino de Deus é dos violentos (Mt 11,12), dos pobres de espírito, dos mansos, dos misericordiosos, dos puros de coração, dos pacificadores e dos perseguidos (Mt 5, 3-10).

Observando as Sagradas Escrituras, é exuberante contemplar que certamente Antônio de Pádua Costa de Almeida tem vivido o Reino dos Céus ainda na terra: notadamente violento na evangelização, dedicado ao serviço e incansável na busca de Deus; conhecidamente pobre, desapegado dos bens terrenos e livre, além de generoso, em sua oferta; visivelmente manso, ainda que em constante tribulação; invariavelmente misericordioso, pastoreando um povo santo mas também pecador, cuidando das ovelhas perdidas com a afeição de um Pai; incrivelmente puro e desinteressado, ainda que o mundo pregue a ganância e a soberba; admiravelmente pacífico, ordenando tudo para o Amor e a Prudência; esperadamente perseguido, pois é assim a vida daqueles que se decidem pelo Cristo.

A oferta da vida deste homem de Deus, desde muito tempo, tem rendido bons frutos de eternidade: almas que tiveram paz restabelecida e foram reconciliadas com Deus, famílias novamente agregadas, homens que abandonaram vícios, mulheres que se decidiram pela dignidade, filhos que ganharam um pai e caminhos que foram endireitados. Por trás de tantos frutos, a ordem lógica: a semente precisou morrer.

A semente precisou morrer para dar frutos. Precisou abrir mão de si mesma e se esvaziar até uma total e completa dependência de Deus, manifestada em uma radical oferenda a todos que precisarem dela, especialmente os mais necessitados. E a semente, caso não houvesse morrido para dar bons frutos, teria uma tranquila vida de semente: casa da semente, família da semente, trabalho da semente, alegrias da semente, bens da semente. Mas optando pelo sacrifício de si mesma, gera frutos abundantes e incalculáveis, bens eternos, que já não pertencem a ela. São eles: almas para Deus, famílias restauradas, paróquias animadas, músicos inspirados, jovens decididos, homens e mulheres castos…

Mas nada para ela. Tudo para Deus. Tudo para a glória de Deus!

Há 51 anos, o Senhor permitiu que sua vida viesse para iluminar o mundo, sabendo que a semente escolheria morrer. Por isso, desde então é primavera! Feliz aniversário! Te amamos! Obrigado por ofertar o maravilhoso dom de si mesmo em favor da humanidade. Que Deus o abençoe e Maria o guarde!

 

De todos os membros, amigos e benfeitores da Comunidade Mariana Boa Semente.

2 Comentários
  1. Jéssica de Sousa disse:

    Meus parabéns ao fundador, eu me recordava da palavra em João capítulo 2, das Bodas de Caná: o amor de Deus e a alegria de Maria. O amor de Deus – em transformar água em vinho e a alegria de Maria – em vê que não faltou vinho e qnd Ela orienta em fazer o que Ele nos disser. Antônio de Pádua Costa – discípulo de Jesus e de Maria. Ainda me lembro do dia do despertar em que ele me deu um abraço e me desejou boas vindas eu sentia a presença de Maria a me abraçar, sentia o acolhimento mariano. Foi emocionante.

  2. Mayse Soares de Almeida disse:

    Feliz aniversário e uma vida abençoada pelo Espírito Santo e a Família Sagrada.

Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital