02/05/2016

O trabalho dignifica!

por Iali Nogueira Consagrada na dimensão de Aliança

O trabalho nos dignifica porque nos faz ser semelhantes a Deus e a Seu Filho, Jesus. Semelhantes a Deus que trabalhou seis dias ininterruptos para criar o mundo (cf. Gn 1) e semelhantes a Jesus que, sendo Deus, trabalhou trinta anos nos serviços de casa, ajudando Sua Mãe e sendo carpinteiro junto com seu Pai, […]

O trabalho nos dignifica porque nos faz ser semelhantes a Deus e a Seu Filho, Jesus. Semelhantes a Deus que trabalhou seis dias ininterruptos para criar o mundo (cf. Gn 1) e semelhantes a Jesus que, sendo Deus, trabalhou trinta anos nos serviços de casa, ajudando Sua Mãe e sendo carpinteiro junto com seu Pai, José.

Hoje, através do trabalho, temos a oportunidade de continuar a obra da criação em nossas vidas particulares, colhendo os frutos dos nossos esforços diários. Mesmo aquele que tem uma rotina árdua, quando descobre que é bom em algo, a obrigação passa a ser paixão, satisfação, e tudo o que fazemos para o outro de alguma maneira retorna para nós.

Somos reconhecidos por aquilo que fazemos! Lembremos de quando Jesus, ao iniciar sua vida pública, voltou a Nazaré, e todos O conheciam como o filho de José, o Carpinteiro, se Ele não fosse bom no desempenho da sua profissão, e não gostasse do que fazia, jamais seria capaz de dar frutos e ser reconhecido como “O Carpinteiro”. Nesse momento, Jesus foi reconhecido pelos esforços de Seu pai José, e que melhor maneira de retorno poderia ele ter encontrado se não o de dar nome ao Filho de Deus?

São João Paulo II diz: “O trabalho é para o homem e não o homem para o trabalho”. Em 1 de Maio de 1886, em Chicago (EUA), muitos morreram para que essas palavras se tornassem realidade, em meio a um massacre violento os trabalhadores lutavam por melhorias, dentre elas a diminuição da carga horária de treze para oito horas. Muitos deram suas vidas para conquistar os direitos de todos.

Diante de toda essa luta e da dignidade que Deus nos deu, deixemos essa mania de querer dar o “jeitinho brasileiro” e sejamos responsáveis e honestos, sirvamos aos nossos superiores de boa vontade, como servindo ao Senhor, e não aos homens, porque sabemos que o Senhor recompensará cada um pelo bem que praticar (cf. Ef 6,7-8).

Iali Nogueira Mendonça

Consagrada na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Tecnóloga em Gestão Comercial pela Faculdade Leão Sampaio

Coordenadora da RCC – CEDRO

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital