16/07/2018

Nossa Senhora do Carmo: auxílio na perseguição, proteção e devoção

por Karyne Araújo Santiago

Não devemos, todavia, ver o escapulário como um amoleto mágico, objeto de sorte, nem “garantia do paraíso”, simplesmente pelo fato de estarmos usando.

 

 

 

A palavra Carmo deriva de Carmelo, no hebraico Karmel, que significa jardim.  Monte Carmelo é uma montanha na costa de Israel com vista para o Mar Mediterrâneo, que foi exaltada pela sua beleza no Cântico dos Cânticos (Canticos 7,5), sendo o local da vitória do profeta Elias sobre os sacerdotes de Baal (I Reis 18), e por muitas vezes refúgio do profeta Eliseu (II Reis 4). Por este motivo, os eremitas escolheram esse lugar como morada para viver na vida austera e contemplativa.

No século XII, um grupo de eremitas começou a se formar no monte Carmelo, construindo um convento. Na época das Cruzadas, na Idade Média, para lá se dirigiram muitos cristãos e através de uma lenta formação deram origem à atual Ordem carmelita fundada em 1180. No século XIII, os Carmelitas foram perseguidos e expulsos da Palestina e fugiram para a Europa onde viveram um período crítico. Os frades carmelitas encontravam forte resistência de outras ordens religiosas para sua inserção. Eram hostilizados e até satirizados por sua maneira de se vestir. A adaptação à Europa trouxe outras exigências que não tinha a vida eremítica. Em 1229, o Papa Gregório IX obriga-os a uma pobreza mais estrita, equiparando-os às Ordens Mendicantes: tinham que procurar o seu sustento numa vida mais ativa. Todavia, eram proibidos por muitos Bispos de viverem nas cidades, em sítios ermos, conforme mandava a Regra.

Foi nestas circunstâncias difíceis que Prior Geral Simão Stock recorreu ao auxílio de Nossa Senhora, Sua oração, que os carmelitas usam até hoje, foi a seguinte:

Flor do Carmelo, vide florida. Esplendor do Céu. Virgem Mãe incomparável. Doce Mãe, mas sempre virgem. Sede propícia aos carmelitas. Ó Estrela do mar.

Então Maria Santíssima, rodeada de anjos, apareceu para São Simão, em 16 de julho de 1251, entregou-lhe o Escapulário e lhe disse:

Recebe, meu filho muito amado, este escapulário de tua ordem, sinal do meu amor, privilégio para ti e para todos os carmelitas. Quem com ele morrer não se perderá. Eis aqui um sinal da minha aliança, salvação nos perigos, aliança de paz e amor eterno.        

A partir desse milagre, o escapulário passou a fazer parte do hábito dos carmelitas e a Ordem floresceu por toda a Europa.

A palavra escapulário, significa escápula, armadura. Era um aventual marrom, usado sobre os ombros dos carmelitas. Atualmente os fiéis leigos utilizam uma versão miniatura da veste carmelita.

Sendo assim a primeira vez que se utiliza o escapulário, este precisa ser abençoado por um sacerdote e investido por ele. Em sua substituição, não necessita mais dessa benção, podendo ser colocado após a compra pelo próprio usuário. De acordo com a tradição este sacramental nos faz participar também da devoção e promessas de Nossa Senhora a Ordem Carmelita.

 

FÓRMULA BREVE PARA IMPOSIÇÃO DO ESCÁPULARIO

Recebe este Escapulário sinal de união especial com Maria, a Mãe de Jesus, a quem te empenharás em imitar. Este Escapulário te recorde a tua dignidade de cristão a tua dedicação ao serviço dos outros e à imitação de Maria. Usa como sinal da sua protecção e como sinal da tua pertença à família do Carmelo, dis-posto a cumprir a vontade de Deus e a empenhar-te no serviço pela construção de um mundo que respon-da ao seu plano de fraternidade, justiça e paz.

Não devemos, todavia, ver o escapulário como um amoleto mágico, objeto de sorte, nem “garantia do paraíso”, simplesmente pelo fato de estarmos usando. Assim a Igreja ratifica a devoção ao Escapulário e nos exorta:

 

É permitido aos Padres Carmelitas pregar que o povo cristão possa piedosamente acreditar na ajuda que as almas de irmãos e membros que partiram desta vida na caridade , usaram na vida o escapulário , já observaram a castidade , recitaram a Pequenas Horas [da Santíssima Virgem] , ou, se eles não podem ler, observaram os dias de jejum da Igreja , e se abstiveram de carne nas quartas e sábados (exceto quando o Natal cai em tais dias), podem derivar após a morte – especialmente aos sábados, o dia consagrado pela Igreja à Santíssima Virgem – pela incessante intercessão de Maria , suas piedosas petições, seus méritos e sua especial proteção (citação retirada da Súmula de indulgências e privilégios concedidos à Confraria do Escapulário do Carmo, aprovada no dia 4 de julho de 1908 pela Congregação das Indulgências).

Quem usa o escapulário com devoção recebe indulgências nos dias das seguintes festas (dias propícios para investidura):

  • Nossa Senhora do Carmo (16 de Julho);
  • São Simão Stock (16 de Maio);
  • Elias, o Profeta (20 de Julho);
  • Santa Teresa de Ávila (15 de Outubro),
  • Santa Terezinha do Menino Jesus (1 de outubro);
  • São João da Cruz (14 de Dezembro);
  • Todos os Santos Carmelitas (14 de Novembro).

 

O escapulário deve ser pra nós sinal da aliança devoção com Maria, fonte das graças que ela derrama generosamente sobre os filhos que acreditam em suas promessas e se comprometem em ser seus imitadores, sinal externo de uma autêntica vida cristã.

 

Karyne Araújo Santiago

Aspirante na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Escapul%C3%A1rio_de_Nossa_Senhora_do_Carmo

https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-do-carmo/37/102/#c

https://formacao.cancaonova.com/nossa-senhora/devocao-nossa-senhora/qual-o-verdadeiro-significado-do-escapulario/

http://www.ordem-do-carmo.pt

http://cleofas.com.br/o-que-e-a-devocao-do-escapulario/

http://catolicos.vialumina.com.br/index.php/a-historia-de-nossa-senhora-do-carmo/

www.irmascarmelitas.com.br/

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital