13/12/2017

#NoCaminhoDePauloDeTarso: Buscai as coisas do Alto!

por Tatiane Nogueira Leal

Saudar os irmãos, ser fraterno, rezar pelo outro, pedir oração, faz parte da vida no Senhor. Ser cristão, buscar as coisas do Alto, é abraçar o mundo para salvá-lo, estando nele; é renovar com a própria vida aqueles que estão ao redor, sejam pessoas ou ocasiões, manifestando a vida nova e, assim, deixando rastros de Céu.

#NoCaminhoDePauloDeTarso

Paulo, o Santo, hoje vem ensinar os cristãos a estarem atentos quanto ao sentido e a prática do que celebram.

Em primeiro lugar, o ministro, servo de Deus, é um escolhido por Deus (Col 1,1). Não é de qualquer modo que a missão se realiza, é fundamental a decisão pessoal pela missão. A verdadeira missão comporta sofrimentos, porque  o missionário segue Jesus, que passou pela Cruz (Col 1,24) e tudo que for necessário é feito pelo bem do povo de Deus.

O missionário autêntico anuncia não a si mesmo, mas a Cristo, instrui e ensina com sabedoria, preparando os irmãos para o encontro definitivo com Cristo. Paulo, o Santo, alerta para um risco recorrente hoje, como em seu tempo: os falsos mestres. Há pessoas que usam a fé alheia para obter vantagem e lucro, usando argumentos que sejam mais atraentes ao ouvido porque não requerem muito esforço de mudança  do ouvinte.

É preciso estar bem atento e clamar ao Espirito Santo “a sabedoria  e o discernimento espiritual” (Col 1,9), para reconhecer os falsos mestres e suas falsas doutrinas, a fim de viver a autêntica vida cristã.

Como viver para Cristo, em Cristo e com Cristo? O apóstolo responde, “se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, não do que é terra” (Col 3,1). O ressuscitar que ele fala é viver uma vida nova, na graça de Deus, abandonar a vida velha do pecado, viver na terra, estar no mundo, mas não em função do que é passageiro, viver em razão do que é absoluto e eterno, a vida cheia de glória.

Para viver a vida nova, São Paulo orienta, “mortificai os vossos membros, o que em vós pertence à terra: imoralidade sexual, impureza, paixão (no sentido de viver por instinto, sem uso da razão), maus desejos, especialmente a ganância, que é uma idolatria” (Col 3,5). São Paulo é muito prático, objetivo, direto, para que não restem dúvidas: “rejeitai tudo isto: ira, furor, malvadeza, ultrajes e não saia  da vossa boca  nenhuma palavra  indecente, também não mintais uns aos outros” (Col 3,8 -9). Tudo isso para que Cristo seja tudo em todos (Col 3,11).

Os filhos de Deus são chamados a viver assim como eleitos, amados e santos, felizes (Col 3,11). Os sentimentos que regem uma vida consolidada pelos valores do Alto, da vida nova, são compaixão, humildade, mansidão, paciência, perdão, amor, paz e gratidão. Quem vive inspirado pelo  Espírito assim e, por graça de Deus, bem saberá transbordar no mundo essas manifestações da verdadeira doutrina (Col 3,12-17).

Homens e mulheres, pais e filhos, patrões e empregados, são hoje, na sociedade, como que posições antagônicas. Pois bem, não é essa a vontade de Deus, Seu querer é que haja respeito e mútua colaboração, o que só pode  se dar no  coração simples. “Quando se entende que tudo é para  o Senhor e não para os homens” (Col 3,23), então essa relação se dá de modo harmonioso.

É preciso vigiar, perseverar, por meio da oração, rezando uns pelos outros. Esse amor recebido de Cristo e partilhado entre os irmãos deve ser praticado também com aqueles que  não creem do mesmo modo. A estes irmãos, que não encontraram ainda a razão da nossa fé – Cristo –,cabe o tratamento com sabedoria, saber bem usar cada momento em prol do diálogo, buscando agradar o outro sem  deixar de ser sal, de dar sabor de salvação a cada conversa/momento (Col 4,2-6).

Saudar os irmãos, ser fraterno, rezar pelo outro, pedir oração, faz parte da vida no Senhor. Ser cristão, buscar as coisas do Alto, é abraçar o mundo para salvá-lo, estando nele; é renovar com a própria vida aqueles que estão ao redor, sejam pessoas ou ocasiões, manifestando a vida nova e, assim, deixando rastros de Céu. Ser de Deus é anunciar Cristo, denunciar o pecado, amar a todos, eis a verdadeira prática cristã e católica, eis a vontade de Deus para cada filho seu.

Que São Paulo interceda  para que a novidade de Cristo renove a decisão de cada cristão, para que não  só em palavras, mas em  verdade traduzida na vida, todo coração nele se encontre e possa experimentar o empolgante caminhar  da fé, no cotidiano,  vivendo como Cristo viveu, amando  e sendo amor, como Ele bem o fez.

Tatiane Nogueira Leal

Consagrada na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital