Artigos

23/06/2020

Natividade de São João Batista

Eis o porquê desta festa: tanto Jesus (que é santo por excelência), quanto Maria (concebida sem pecado) e João Batista (redimido por Jesus no ventre de Isabel) têm a festa da natividade por terem nascido santos.

Natividade de São João Batista

Um monge italiano chamado Guido d’Arezzo, que viveu entre 992 e 1050, foi o responsável por batizar as notas musicais com o nome que conhecemos hoje: dó, ré, mi, fá, sol, lá e si. Segundo contam alguns relatos que pesquisei, estes nomes derivam de um texto em latim do hino a São João Batista, que penso ser o do início do hino das primeiras vésperas da Liturgia das Horas da festa da natividade de São João, mas não tenho certeza.

O texto dizia: “Para que teus grandes servos possam ressoar claramente a maravilha dos teus feitos, limpe nossos lábios impuros, ó São João”. A nota si, por exemplo, é derivada das iniciais do nome São João (Sancte Ioannes em latim). Contudo, não é por causa da música que este grande santo é o “maior dentre os nascidos de mulher”, até porque poucas pessoas sabem dessa história, não é mesmo?!

São João foi o precursor e mensageiro de Jesus, e veio para “preparar o seu caminho” (cf. Ml 3,1). Ele foi uma seta que apontava sempre para Jesus: nunca desejou atenção alguma para si, pois sabia se colocar no seu lugar, tinha ciência que a glória pertence ao Senhor. E ele mesmo dá esse testemunho quando diz: “Nisso consiste a minha alegria, que agora se completa. Importa que ele cresça e que eu diminua” (cf. Jo 3,29c-30). Que grande ensinamento podemos trazer para a nossa vida! Essa lição é dirigida principalmente para aqueles que se destacam por terem dons maravilhosos como a arte e que são muito tentados por elogios e até bajulações a pensarem que os méritos são para si mesmos. Não digo só aos artistas: todos nós naquilo que pensamos fazer de melhor somos tentados pelo inimigo de Deus a querermos a glória para nós. Aprendamos com São João: Tudo é para a glória de Deus! Importa que Ele cresça e que eu diminua!

Jesus engrandece a figura de João ao falar que “entre os nascidos de mulher, não há maior que João” (cf. Lc 7,28). Daí, vemos a grandeza deste santo que celebramos a natividade neste 24 de junho. Porém, é interessante percebermos que São João é o único santo que se celebra a data do nascimento, junto a Jesus e Maria, é claro. A Igreja celebra sempre a data do falecimento dos santos, pois, como bem explica Pe. Paulo Ricardo, é a data do nascimento daquele santo para o céu, para Deus. Então surge a dúvida: por que ele é tão privilegiado assim?

Isso se dá pelo fato de que São João nasceu santo! Todos nós nascemos com o pecado original e, pelo Batismo, nos tornamos santos, e depois vem toda uma vida de luta contra o pecado, em que o sacramento da confissão vem fazer reluzir em nós novamente o fulgor batismal. Com João Batista não foi assim. Conforme nos ensina Pe. Paulo em uma de suas homilias, a Igreja crê que no momento em que a Virgem Maria visitou Isabel e o Joãozinho pulou de alegria em seu ventre, naquele instante ele foi redimido por Jesus que estava no ventre de Nossa Senhora. Eis o porquê desta festa: tanto Jesus (que é santo por excelência), quanto Maria (concebida sem pecado) e João Batista (redimido por Jesus no ventre de Isabel) têm a festa da natividade por terem nascido santos.

O motivo de ser dia 24 de junho é também relacionado com a festa do Natal de Nosso Senhor: o anjo Gabriel visitou a Virgem Maria quando Isabel já estava no sexto mês de gestação. Celebramos a festa da Encarnação do Verbo dia 25 de março e três meses depois temos a festa da natividade de São João Batista completando aí os seus 9 meses no ventre de Santa Isabel. É bem interessante percebermos esta riqueza de detalhes das festas litúrgicas da Igreja, em que Cristo é sempre o Centro.

São João é conhecido pelo nome de Batista porque batizava as pessoas com água em sinal de penitência, mas falava para elas que viria um outro que batizaria no Espírito Santo e no fogo. Seu batismo era, de certa forma, provisório. Jesus batizou-nos no Espírito Santo e São João desejava que recebêssemos este batismo. Recebemos o sacramento do Batismo, mas precisamos continuar clamando ao Senhor que renove essa graça em nós, que continue a batizar-nos no Seu Espírito, que reavive a chama de Pentecostes em nosso coração.

Que neste dia da natividade de São João, peçamos a intercessão deste nosso amigo do céu para nos colocarmos em nosso lugar, rendendo glórias a Deus, deixando que Cristo apareça. E peçamos a ele que interceda ao Senhor para que um novo Pentecostes aconteça todos os dias em nossa vida, de modo que o Espírito Santo reine nos nossos corações e sejamos outros profetas como João, outras vozes que clamam neste deserto da vida e preparam terreno adequado para a segunda vinda de Jesus. São João Batista, rogai por nós! Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde! Amém. Aleluia. Glória a Deus!

Gessé da Silva Cosmo

Consagrado na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Pedra Branca

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital