08/05/2015

Namorar, verbo interessante, profundo e muito agradável a Deus e aos seus filhos.

por Tatiane Nogueira Leal - Comunidade Mariana Boa Semente

Namorar, verbo interessante, profundo e muito agradável a Deus e aos seus filhos. Os dicionários nos dão significados vagos como encantar e seduzir e sabemos que vai muito mais além. “Quem ama quer ir muito mais além”, já diz uma música. Quero partilhar esse significado na minha história pessoal, pois foi o que o Senhor […]

Namorar, verbo interessante, profundo e muito agradável a Deus e aos seus filhos.

Os dicionários nos dão significados vagos como encantar e seduzir e sabemos que vai muito mais além. “Quem ama quer ir muito mais além”, já diz uma música. Quero partilhar esse significado na minha história pessoal, pois foi o que o Senhor trouxe ao meu coração ao escrever. Entendo que namoro é relacionamento, é revelar-se e ser revelado na presença do outro, nas pequenas coisas que o cotidiano nos traz. Estar presente, mesmo quando o corpo está distante. Querer o bem do outro, e querer fazer o outro feliz, mesmo quando custa a nossa própria vontade e o outro nem entende isso. É me sentir bem, realizada com a felicidade do outro. É experiência diária de aprendizagem. É mais que estar do lado, é morar dentro do coração do outro e tê-lo habitando no meu coração. Eu já li muitos livros a respeito do assunto e não cabe repeti-los aqui, mas deixo a indicação dos títulos e autores logo no final. São muito bons, válidos e práticos pra quem quer viver no namoro uma relação sadia e autêntica.

Aqui registro minha experiência pessoal, pois foi o que Deus me suscitou.

Namorar nunca foi uma obsessão pra mim, graças a Deus. Mas faz parte da minha vocação específica, e assim fui orientada a rezar nesse sentido e por obediência passei a rezar. É muito importante, mesmo que você não esteja namorando, reze pela pessoa que Deus tem para sua vida, para que Ele vá conduzindo e preparando cada coisa, assim como você e a outra pessoa.

Um dia quando Deus quis, no tempo e no modo dEle, alguém impensado por mim, por ele e por qualquer pessoa, passamos a nos conhecer melhor, conviver mais, rezar um pelo outro e partilhar tudo isso com pessoas mais próximas a nós (Formador Comunitário de cada um), o que na comunidade chamamos de discernimento, um tempo para ter claro os sentimentos. Afinal “Namoro sim, bagunça não”. E passado esse período, vivemos a experiência do namoro e Deus foi muito fiel porque naquilo que é essencial pra mim, no que eu listava para o Senhor, Ele atendeu. Amei, fui amada e nunca duvidei dessa relação como vontade de Deus na minha vida. Mas para minha tristeza, acabou, terminamos, mesmo havendo amor. Não foi fácil. Deus não muda, mas o ser humano é oscilante. E por mais que eu amasse o meu agora ex- namorado, o mais importante naquele momento era dar continuidade no serviço do Reino, através da Evangelização da juventude. Era necessário, era o que Deus me mostrava, zelar, acompanhar e conduzir aqueles jovens. Não culpo ninguém, Deus fez e falou e cada vez mais confirmava o que eu sentia e isso doía ainda mais. Mas quando acabamos, o que me vinha ao coração era o sacrifício de Isaac, Abraão que por amor oferta seu filho único. E assim se fez. Eu dei a minha vontade e tempo em oferta ao Senhor e esperava em silêncio receber um dia de volta o meu Isaac.

“As promessas do Senhor são sinceras” (cf. Sl 12,7). No dia de Deus, Ele me devolveu não apenas aquele que meu coração ama, mas o tempo e a graça para ver os frutos semeados entre lágrimas, sendo colhidos com alegria (cf. Sl 126,5-6).

Enfim, o namoro me ensina a depender só de Deus e cuidar com amor e alegria dos que Ele a mim confia. Assim, namorar é desenvolver a maturidade, romper limites, medidas

humanas e renovar as virtudes. Mais do que andar de mãos dadas, que também é importante, é andar juntos na mesma direção. Mais do que corpos, são os corações que precisam estar unidos e isso alguns olhos não veem, e aí se entende que “o essencial é invisível aos olhos”.

Imagino que você deve estar se perguntando, “mas só dá certo com Deus na relação?” E eu respondo: “dá pra ser feliz sem o Amor Fiel como referência?”.

Nas dificuldades e tempestades Deus vai lapidando, através dos acontecimentos da vida. O namoro é uma mistura de lapidação e polimento ao mesmo tempo. Assim, namoro é um substantivo que tem no centro o Amor, e para virar verbo, ação, precisa da prática de outro verbo: o orar. Tudo viver em Deus, uma relação a três, o casal e Deus.

Que Deus abençoe e Maria guarde todos os casais que estão namorando no amor fiel e perseverante!

Livros para quem quer ir muito mais além, através do namoro sadio, autêntico e feliz:

*Namoro, Professor Felipe Aquino;

*Problemas no Namoro, Professor Felipe Aquino;

*Namoro sim, bagunça não, Cláudio Rogério;

*Um mergulho em si, Fernanda Parolari Novello;

*Quem me roubou de mim, Pe.Fábio de Melo;

*O Corpo, templo da beleza, Jo Croissant;

*A mulher sacerdotal, Jo Croissant;

*Por que tenho medo de lhe dizer quem sou?, John Powell;

*A imitação de José, Ricardo Sá;

*Valei-me São José, Pe.Jonas Abib;

*O pequeno Príncipe, Saint Exupery;

*Tecendo o Fio de Ouro, Emmir Nogueira;

*Bíblia Sagrada(escrita aqui por último porque é o alicerce que sustenta todo o resto acima e o confirma).

Tatiane Nogueira Leal

Consagrada na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

Teóloga pela Faculdade Católica Rainha do Sertão

5 Comentários
  1. Rebeca Cândido disse:

    Que belo testemunho!! Acredito sim, que o namoro é uma fase mágica, de conhecimento ao outro, a preparação singela para o casamento. Assim como você, pedi em oração o meu José, e esperei firme e em oração, até que ele chegou, o meu primeiro namorado e tenho fé que meu futuro esposo! Somos firmes na oração, e com Deus vamos firmando o nosso relacionamento para a construção da nossa família. O segredo para um namoro próspero é construí-lo em Deus, e não esquecer que um relacionamento exige dedicação, decisão e muito amor sincero. A todos os “namorandos” o meu desejo de um relacionamento feliz e cheio do espírito Santo!

  2. Elione disse:

    Tati amei. Acho que muitas pessoas estavam precisando ler isso. Li com vontade de querer mais. Arrasou. Que o Deus continue sendo o centro do relacionamento entre vc e o Antônio.

  3. Erilene Silva disse:

    Muito edificante! Obrigada Tati, por partilhar conosco um pouco daquilo que o Senhor realizou em ti! DaMg!

  4. Ricardo Santos. disse:

    Excelente texto,

  5. Daiane Silva disse:

    Texto lindo! Parabéns Tati e que Deus abençoe sempre você e o seu relacionamento! DaMg!

Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital