19/02/2017

Maria teve outros filhos além de Jesus?

por Bruno Paz Farias

Em nome da Igreja, o seminarista Bruno Paz explica o dogma da Virgindade Perpétua de Maria.

Em algumas passagens das Sagradas Escrituras, encontramos a expressão: “irmãos de Jesus” (cf. Mt 13, 55-56 e Mc 6, 3). Isso leva algumas pessoas a afirmarem que Maria teve outros filhos além de Jesus, contrariando o dogma no qual se diz que Maria permaneceu virgem antes, durante e depois do parto. A virgindade de Maria é uma verdade de fé que deve ser aceita por todos os católicos. Então como explicar esses trechos bíblicos que falam dos irmãos de Jesus? A resposta está na própria Palavra.

Se levarmos em consideração o texto do evangelho de São Marcos: “Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão?” (cf. Mc 6,3). Temos aqui quatro irmãos de Jesus que são nominados pelo evangelista. Analisando cada um veremos quem são seus pais.

Comecemos por Tiago que, segundo a carta aos Gálatas (cf. 1, 9), é o Apóstolo Tiago, o menor (cf. Mc 15, 40), cujo pai é Alfeu (cf. Mt 10, 13). O segundo, José, é irmão carnal de Tiago, pois ambos são filhos de umas da três Marias que estavam aos pés da Cruz (cf. Mt 27, 56), tendo como pai também Alfeu; o terceiro, Judas, o Tadeus, também é irmão carnal de Tiago, como atesta o próprio Judas em sua epístola (cf. Jd 1, 1).

Simão, o último irmão citado, não tem o nome dos pais expressos na Bíblia. Contudo alguns historiadores afirmam que ele é filho de Cléofas, esposo de “Maria, irmã da Mãe de Jesus” (cf. Jo 19, 25). Sendo Cléofas e Alfeu nomes em hebraico e aramaico da mesma pessoa, como muitos historiadores afirmam, esses quatro “irmãos de Jesus” são, entre si, irmãos carnais. Dessa forma, os quatro seriam primos ou parentes de Jesus.

Em hebraico, língua do povo judeu, a palavra irmão é usada para designar primos e parentes próximos. Há muitos exemplos na Bíblia em que parentes próximos são chamados de irmãos: “Abraão disse a Lot: ‘Rogo-te que não haja discórdia entre mim e ti, nem entre nossos pastores, pois somos irmãos’” (cf. Gn 13, 8). Abraão não era irmão de Lot, mas tio. E assim temos vários outros exemplos: cf. Ex 2, 11; cf. Mt 23, 8; cf. Gn 9, 6; cf. 1Cor 15, 6.

Portanto, existe, entre os textos bíblicos, uma harmonia com o que pronuncia a Tradição e o Magistério da Igreja. É daí que se deriva a fé na Virgindade Perpétua de Maria e, portanto, o fato de que não existiram irmãos carnais de Jesus.

 

Bruno Paz Farias

Noviço na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Seminarista no 3º Ano de Teologia da Diocese de Quixadá

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital