15/08/2015

Mais que ontem, no sim de hoje, o novo se fará

por

Mais que ontem, no sim de hoje, o novo se fará O Senhor na sua Misericórdia me chamou a ser seu colaborador na missão de evangelizar aos 15 anos de idade, quando no dia da minha Crisma sentia uma necessidade de me doar e não mais me separar do que tinha ouvido, visto e vivido […]

Mais que ontem, no sim de hoje, o novo se fará

O Senhor na sua Misericórdia me chamou a ser seu colaborador na missão de evangelizar aos 15 anos de idade, quando no dia da minha Crisma sentia uma necessidade de me doar e não mais me separar do que tinha ouvido, visto e vivido junto aos irmãos e ao próprio Deus durante a caminhada de preparação para o Sacramento. A cada novo dia, a cada novo tempo foi e é necessário dar um novo sim, pois a cada realidade é preciso renovar e ousar na nossa resposta a Deus.

“Seduziste-me Senhor, e eu me deixei seduzir. Numa luta desigual dominaste-me, Senhor, e foi tua a vitória”. Um dia eu decidi por Jesus, ser dEle, por Ele e nEle. Um sim que na minha humanidade não seria possível sem a misericórdia de Deus e sem a assistência fiel de sua Graça e Providência, que não nos abandona. Como diz a música: “Eu decidi Jesus, te eleger como meu Senhor, meu direito é de não ter direito algum, meu querer é tão somente o Teu querer”. Para que eu possa ser fiel à essa decisão por Jesus, é indispensável que eu renove a cada novo dia o meu sim, pois o sim de hoje me pede algo mais, e eu não posso permanecer lembrando dos primeiros dias do encontro com Aquele que mudou a minha história, porque Ele me pede também hoje uma nova decisão, e só cuidando, regando a vocação, como se rega uma plantinha, é que conseguirei dar uma resposta que dê sentido a tudo que abracei.

Regar a minha vocação é juntar todos os adubos que a Palavra de Deus me oferece a cada manhã, alimentando a minha alma com o Pão Eucarístico diário, vivendo junto aos irmãos e sendo para cada um mão que levanta e abraço que acolhe. Rego minha vocação colhendo cada gota de lágrima e sangue derramado por Jesus, pela Igreja, pelos jovens, pelos irmãos, e sabendo que é da Cruz que brota todo amor e para onde emana toda Alegria, uma Alegria que dá sentido à escolha feita um dia lá atrás. Rezem por mim, por todos os vocacionados ao Sacerdócio, para que a minha resposta seja sempre alegre, e mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, que eu possa estar com os olhos fixos em Jesus Crucificado, meu Deus Amado.

Antônio Durval Viana Filho

Seminarista na diocese de Quixadá

Postulante na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

1 Comentário
  1. Eric Gomes disse:

    Não fixeis os olhos em ninguém mais… Só n’Ele! Deus te abençoe Durval!

Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital