15/03/2016

Leitura orante: ‘Eis que vou fazer uma obra nova’

por Revista Shalom Maná

O método da Lectio Divina consiste em quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação. Certa vez uma amiga procurou na sua coleção da Revista Shalom Maná se já havia sido proposta a passagem da Obra Nova do profeta Isaías. Não encontrando, indagou-me o porquê. Respondi-lhe que podemos (e devemos) orar com qualquer passagem bíblica, mas […]

O método da Lectio Divina consiste em quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação.

Certa vez uma amiga procurou na sua coleção da Revista Shalom Maná se já havia sido proposta a passagem da Obra Nova do profeta Isaías. Não encontrando, indagou-me o porquê. Respondi-lhe que podemos (e devemos) orar com qualquer passagem bíblica, mas eu priorizava as do Novo Testamento e em particular as dos Evangelhos, pois incentivavam o conhecimento e aprofundamento da pessoa de Jesus. Sabemos que toda a Bíblia é cristocêntrica, isto é, centrada em Cristo, no A.T. como figura e preparação para a Revelação plena e no N.T. como anúncio explícito da Boa Nova que é Jesus Cristo. Portanto, sem perder de vista nosso objetivo, iremos propor trechos dos profetas que foram proclamados vários anos e até séculos a.C., mas continuam a nos questionar e podem nos ajudar no nosso dia-a-dia.

Leitura: Tome Is 43,18-21. Leia em alta voz ou a meia voz pelo menos quatro vezes essa passagem procurando entender o que o texto diz. Em seguida, releia mais quatro vezes em silêncio procurando ouvir no seu coração o que o texto lhe diz, pessoalmente. Em seguida, faça sua oração em louvor e agradecimento por tudo o que Deus lhe revelou e, por fim, continue em oração de contemplação mergulhando nas belezas e riquezas de Deus que age como quer nos corações abertos e sedentos dele.

Partilhemos agora o texto citado. Há pessoas que vivem escravas de seu passado. Determinados acontecimentos de suas vidas exercem tal poder que as paralisam. Outras pessoas vivem relembrando o passado achando que somente naquele tempo foram felizes e desejam que tudo se repita. A Palavra de Deus vem nos dizer: “Não fiqueis a lembrar coisas passadas, não vos preocupeis com acontecimentos antigos.” (v.18). O passado não deve ser como uma pesada corrente a nos prender, mas como uma alavanca a nos impulsionar para frente, para a vontade de Deus. Se alguém nos magoou, perdoe sinceramente e livre-se do complexo de vítima. Se foi você que causou o mal, arrependa-se, peça perdão a Deus e, se possível, reconcilie-se com a pessoa prejudicada. Se foram acidentes involuntários, entregue tudo na Providência de Deus que transforma todas as coisas em bem para aqueles que o amam.

Meditação: “Eis que vou fazer uma obra nova, ela já vem surgindo: não a vedes” A obra que o Senhor faz é realmente algo novo como só Deus é capaz de fazer. Os homens tentam imitá-lo, mas somente o Criador faz coisas inéditas. E o que Ele tem preparado é algo que “os olhos não viram, ouvidos não ouviram e o coração não sentiu” (cf. Is 64,3). Esta obra nova já começou desde a encarnação do Verbo divino. A vinda de Jesus é o início da maior obra de Deus desde a criação do mundo. Ele vem fazer novas todas as coisas. Tudo muda quando o colocamos na nossa vida. E você, percebe a obra nova que Deus está realizando em sua vida? Ou será que sua vida parece mais um deserto, um lugar desolado? Pois é justamente aí que o Senhor deseja estabelecer um caminho, no deserto. Ele é o Caminho (cf. Jo 14,6) e deseja entrar no seu deserto. Ele, a fonte da água viva (cf. Jo 14,6) quer fazer jorrar esta água nos corações desolados. E mais. Ele deseja dar de beber ao seu povo, o seu eleito. Você é um(a) eleito(a) de Deus. É a você que o Senhor escolheu para o saciar em primeiro lugar, para em seguida fazer de você instrumento para também dar ao seu povo de beber. Você aceita ser este instrumento? “O povo que Deus formou para ele proclamará o seu louvor.” (v.21). O povo glorificará a Deus vendo suas boas obras… É para isso que Ele o(a) escolheu desde toda a eternidade.

Oração: Então, não dá vontade de louvá-lo e agradecer-lhe esta Obra nova? Ore, louve e bendiga a Deus pelas suas maravilhas nunca vistas! Entregue-se a Ele e permita-o que complete a obra já começada em sua vida. Renda-se à sua misericórdia e providência que transforma até mesmo males em bens. São tantos os motivos para louvá-lo e bendize-lo que nunca chegaríamos ao fim como diz Eclesiástico 43,30.

contemplação: Continue sua oração contemplando este mistério de escolha e eleição. Um Deus tão grande que olha para uma criatura tão pequena…

Não se esqueça de anotar os “rhemas” no seu caderno de oração. Escreva para nós testemunhando as graças que o Senhor realizou para que “os homens vendo suas boas obras glorifiquem o Pai que está nos céus.” (cf. Mt 5,16). Shalom!

José Ricardo F. Bezerra
Consagrado na Comunidade de Aliança Shalom

(artigo originalmente publicado na Revista Shalom Maná)

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital