17/02/2016

Jesus vem pela segunda vez?

por

“Bem-aventurados aqueles que encontram seu prazer na lei de Deus, porém o caminho dos maus, dos que não querem saber de Deus, leva à morte” (Salmos 1) Quando Jesus fala a respeito de Sua vinda, conta três parábolas. A primeira é a parábola das dez virgens; a segunda, dos talentos; e a terceira fala sobre […]

“Bem-aventurados aqueles que encontram seu prazer na lei de Deus, porém o caminho dos maus, dos que não querem saber de Deus, leva à morte” (Salmos 1)

Quando Jesus fala a respeito de Sua vinda, conta três parábolas. A primeira é a parábola das dez virgens; a segunda, dos talentos; e a terceira fala sobre Sua segunda vinda, quando separa, diante d’Ele, os bons e os maus.

Segunda vinda de Jesus

O Senhor quer que estejamos todos do lado das ovelhas. Pela liturgia, nesses dias (não por escolha nossa), Jesus nos fala da Sua vinda gloriosa, não para ficarmos com medo, mas para estarmos preparados para ela. Ele virá uma segunda vez! Se a primeira foi tão importante, já que Ele mandou João Batista prepará-la, a segunda será definitiva, pois as portas do Céu serão fechadas.

Alguns, como nos mostra a Palavra de hoje, zombam, dizendo que é tempo perdido servir ao Senhor. Mas, na verdade, buscá-Lo é uma necessidade para nós. Não desprezamos quem ainda não teve essa experiência, porque o Senhor não quer eliminar nem condenar ninguém.

Deus é misericórdia, por isso mandou Jonas pregar em Nínive com palavras duras, para que aquele povo fosse tocado, justamente porque o Senhor não queria castigar.

Violentos na oração e na evangelização

Até mesmo dentro da nossa família, as pessoas se dividem entre os que estão com o Senhor e os que não querem saber d’Ele. Ele, porém, quer que trilhemos Seu caminho, que nos empenhemos em retirar os outros do caminho errado e os tragamos de volta, não o agredindo com palavras, mas sendo violentos na oração e na evangelização.

O Evangelho vem trazer para nós essa realidade (cf. Lc 11,5-13), na situação do homem inoportuno que vai buscar pão emprestado na casa do amigo, e este só o atende por causa da sua insistência. Jesus nos ensina que devemos ser insistentes com nossas orações.

Ele diz na Palavra de Deus: “Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo aos que lho pedirem”.

A força do Espírito Santo

A receita para nós e para os que estão longe do Senhor é o Espírito Santo. Veja bem, não será pela nossa insistência em falar, mas pelo Espírito Santo; é Ele quem vai preparar a segunda vida do Senhor.

Agora, tudo se define. Não é para ficarmos com medo, mas para buscarmos o Espírito Santo. Não é para O perdermos, mas nos empenharmos na busca, para que, assim como tivemos a graça de recebê-Lo, também aqueles que estão no caminho errado O recebam e estejam preparados para Sua vinda.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital