Artigos

29/06/2020

Entenda a visão que Edith Stein tem da mulher

Edith Stein foi a sétima filha de um casal de judeus piedosos habitantes de um gueto na cidade de Breslau (hoje Wroclaw, no sudoeste da Polônia). 29 junho 2020 A partir desta segunda-feira, 29, o Instituto Parresia, setor acadêmico da Comunidade Católica Shalom, oferece o curso online A Mulher em Edith Stein. Magna Rocha, doutora […]

Edith Stein foi a sétima filha de um casal de judeus piedosos habitantes de um gueto na cidade de Breslau (hoje Wroclaw, no sudoeste da Polônia).

A partir desta segunda-feira, 29, o Instituto Parresia, setor acadêmico da Comunidade Católica Shalom, oferece o curso online A Mulher em Edith Stein. Magna Rocha, doutora em Psicologia da Educação e consagrada da Comunidade de Aliança, conduzirá os participantes em um caminho composto por cinco aulas. O conteúdo estará disponível sempre a partir das 14 horas no canal da Comunidade Shalom no YouTube.

Nascida em 12 de outubro de 1891, Edith Stein foi a sétima filha de um casal de judeus piedosos habitantes de um gueto na cidade de Breslau (hoje Wroclaw, no sudoeste da Polônia). Seu pai morreu em uma viagem de negócios quando ela tinha apenas três anos, o que fez sua mãe assumir o comércio familiar de madeiras. Com o amadurecimento nos estudos, especialmente da filosofia, ela acabou se desligando da religião: “a sede da verdade era minha única prece”.

Numa noite de insônia, procura um livro e toma nas mãos uma obra de Santa Teresa de Jesus, o Livro da Vida, que é uma narração clássica, na verdade um convite que em certas passagens adquire um tom de intimação carinhosa para que a alma entre por caminhos de oração. No dia seguinte providencia um missal e um catecismo que estudará cuidadosamente.

Dias depois, assiste à Santa Missa e pede ao pároco que lhe administre o batismo. Após ter sido advertida de que é necessária uma preparação prévia – a catequese – Edith pede que ele a interrogue. Admirado com os conhecimentos da jovem, o sacerdote marca a data do batismo para o dia 1º de janeiro de 1922, e ela escolhe o nome cristão de Teresa.

Instituto Parresia

O Instituto Parresia, a partir da experiência do Carisma Shalom, busca contribuir com a missão da Igreja de “Transformar mediante a força do Evangelho os critérios de juízo, os valores determinantes, os centros de interesse, as linhas de pensamento e os modelos de vida da humanidade” (Evangelii Nuntiandi).

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital