11/08/2018

Deus está precisando dos meus braços?

por Gessé da Silva Cosmo

Quando um inventor faz uma máquina, ele tem em mente algo, lhe dá uma finalidade, uma “missão”. Caso ela seja usada de outra forma, pode até conseguir ser útil, mas não é usufruída o máximo de sua capacidade (e às vezes nem o mínimo).

 

“‘Quem enviarei eu? E quem irá por nós? ’. ‘Eis-me aqui’ – disse eu –, ‘enviai-me. ’” (Is 6, 8). Esta inquietação constantemente está presente em nosso coração e vem do próprio Deus. Sabemos que Ele nos chama, mas às vezes queremos fugir como o profeta Jonas e acabamos por sofrer as consequências de nossas escolhas. Nosso “eis-me aqui” é esperado pelo Senhor e nele está nossa plena realização e felicidade.

Quando um inventor faz uma máquina, ele tem em mente algo, lhe dá uma finalidade, uma “missão”. Caso ela seja usada de outra forma, pode até conseguir ser útil, mas não é usufruída o máximo de sua capacidade (e às vezes nem o mínimo). Contudo, se direcionada à sua finalidade, muitos benefícios serão colhidos até o fim de seu funcionamento. O mesmo ocorre conosco se correspondemos ao chamado do Pai Criador.

Ouvidos atentos então! Silêncio e oração são necessários no discernimento vocacional que é um processo delicado, pois envolve a própria vida. Não é fácil saber qual caminho (dentro da santidade) devemos trilhar para cumprir a vontade de Deus. Procurar pessoas certas para conversar como padres e irmãos maduros de caminhada é uma boa atitude a ser tomada, além de bons livros e formações para nos indicar as vias do querer do Pai Celeste.

Como diz uma música que um grande padre de nossa cidade (Pedra Branca) canta em todas as missas que celebra: “O Senhor necessitou de braços para ajudar a ceifar a messe e eu ouvi seus apelos de amor. Então respondi: aqui estou! Aqui estou! …”. Este apelo é uma certa angústia do Pai que tem muitos filhos e poucos ligam para Ele, poucos correspondem ao chamado. Muitos destes filhos querem somente curtir a vida e desperdiçá-la irresponsavelmente. No entanto, a consequência vem para aqueles que brincam com a vida, pois ela é o primeiro dos chamados de Deus.

O Senhor precisa de nós, dos nossos braços e pernas, da nossa boca e olhos, etc. Não é à toa que somos chamados a ser outros Cristos no mundo. Jesus já fez sua missão e nos enviou para dar continuidade. Comungamos para isso: o sangue e a carne de Jesus entram em nosso sangue e em nossa carne e nos tornamos um só: outro Cristo no mundo. Que graça, hein! O Senhor necessita dos teus braços, de você inteiramente para a missão atual, para levar a Sua Palavra a tantas pessoas que ainda não despertaram para o imenso amor de Deus.

Pe. Castelo é aquele sacerdote que falei acima; ele clama a Deus sem cessar principalmente “pelas vocações sacerdotais, missionárias e religiosas”. Tem mais de noventa anos, é lúcido, da ordem dos cistercienses, morou uma boa parte da vida na Bahia e (segundo ele) foi até confessor da tão caridosa Irmã Dulce. Mas não é isso o que me impressiona tanto nele, mas a sua insistência com Deus, que é bem ouvida! Os frutos de sua oração são muitos: vários padres filhos de nossa terra já foram ordenados (inclusive um bispo), vários religiosos e religiosas, além de que nossa paróquia é bem viva na fé. Poucas pessoas talvez pensem como eu, mas eu tenho certeza que isto só acontece em grande parte graças à oração de Pe. Castelo. Ele atende realmente ao pedido de Nosso Senhor: “pedi, pois, ao Senhor da messe que envie operários para sua messe”.

Nem sempre é fácil atender ao chamado do Senhor, e difícil mesmo é saber se determinada situação é ou não a vontade de Deus. Resta-nos sempre procurar viver nossa vocação cristã através da oração, da vigilância, da Eucaristia, dos sacramentos em geral, e tenho certeza que no momento certo o Bom Deus nos mostrará qual caminho trilhar. Saibamos, enfim, que o que Ele deseja para nós acima de tudo é a nossa plena felicidade e para isto nos dá a liberdade de escolher. Que Jesus e Maria nos ajudem neste mês vocacional a escolhermos a vontade de Deus, de submetermos nossa vontade à Sua. Dá-nos esta graça, Jesus e Maria! Amém! Santo mês vocacional a todos! Que Deus nos abençoe e Maria nos guarde!

 

Gessé da Silva Cosmo

Consagrado na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Pedra Branca

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital