24/05/2021

Céu, inferno, purgatório e a aparição de Fátima.

por Karyne Araújo Santiago | Boa Semente

Ó meu Jesus, perdoai-vos livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem! 13 de maio de 1917 Lúcia relata a conversa com Nossa Senhora na primeira aparição: “Lembrei-me então de perguntar por duas moças que tinham morrido havia pouco. Eram minhas amigas e estavam […]

Ó meu Jesus, perdoai-vos livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem!

13 de maio de 1917
Lúcia relata a conversa com Nossa Senhora na primeira aparição:
“Lembrei-me então de perguntar por duas moças que tinham morrido havia pouco. Eram minhas amigas e estavam em minha casa a aprender a tecedeiras com minha irmã mais velha.
-A Maria das Neves já está no Céu?
-Sim, está.
Parece-me que devia ter uns 16 anos.
-E a Amélia?
-Estará no purgatório até ao fim do mundo.
Parece-me que devia ter de 18 a 20 anos.
-Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores?
-Sim, queremos.
Em 13 de julho de 1917, Nossa Senhora fala aos pastorinhos:
Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores; para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção a Meu Imaculado Coração. Se fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz.”

Nas aparições de 1917, Nossa Senhora falou a Lúcia, Jacinta e Francisco, sobre o Céu, Inferno e o purgatório e imprimiu no coração daquelas crianças a generosidade de ofertar tudo pelas almas.
É certo que a visão do inferno impressionou a pequena Jacinta, mas mais que o medo que a visão daquele lugar causava, a graça de Deus os concedeu um amor elevado, as almas dos pecadores. Lúcia relata:
“A Jacinta parecia insaciável na prática do sacrifício.”
Conta ainda que um dia de pastagem em um sol ardente, após o meio dia foram pedir água na casa de uma velhinha. Ao oferecer a Francisco, ele não quis beber. Respondeu que queria sofrer pela conversão dos pecadores, e assim fez Jacinta e Lúcia. A Jacinta, debilitada pela fraqueza e pela sede, falava aos outros para pedir que os grilos e rãs que se calassem pois sua cabeça doía. Francisco perguntou-lhe:
-Você não quer sofrer isto pelos pecadores?!
A pobre criança, apertando a cabeça entre as mãozinhas, respondeu:
-Sim, quero. Deixe-as cantar.

Que Deus nos conceda também a graça de ofertar as contrariedades que aparecem em nossa vida. De sermos generosos e oferecer também outras mortificações pela nossa conversão e de todos os pecadores.
A pergunta de Maria a você hoje é: Quereis oferecer-vos a Deus?

Karyne Araújo Santiago
Apostolado do Purgatório

1 Comentário
  1. Mayse Soares de Almeida disse:

    Ó Maria consentida sem pecado rogai por nós pecadores e livrai às almas do purgatório

Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital