Artigos

26/01/2019

Bendita Leitura: Escolhi a santidade

Ainda motivados pela Jornada Mundial da Juventude, segue uma dica de leitura para jovens que, só pelo título, já diz a que veio: “Escolhi a santidade”, livro organizado e adaptado pela co-fundadora da Comunidade Shalom, Emmir Nogueira, e que traz uma preciosa coletânea de três pregações do Ronaldo Pereira, primeiro consagrado da Comunidade a chegar no céu. […]

Ainda motivados pela Jornada Mundial da Juventude, segue uma dica de leitura para jovens que, só pelo título, já diz a que veio: “Escolhi a santidade”, livro organizado e adaptado pela co-fundadora da Comunidade Shalom, Emmir Nogueira, e que traz uma preciosa coletânea de três pregações do Ronaldo Pereira, primeiro consagrado da Comunidade a chegar no céu.

A vida de um autor diz muito a respeito de seus livros e, por consequência, o que ele escreve traduz o que se passa na sua alma e no seu coração para o papel ou, em se tratando dos dias atuais, para um documento digital.

No caso do “Escolhi a santidade”, as três pregações transcritas não apenas traduzem o que se passava no coração do Ronaldo, mas, em primeiro lugar, expressam a vontade que vem diretamente do coração de Deus para os Seus jovens.

Os temas abordados foram: a espiritualidade do jovem cristão, a ousadia na evangelização e a violência de coração. Em cada um deles podemos enxergar o modo como o Ronaldo viveu: dando tudo a Deus, seja na oração, no serviço ou no desprendimento de si mesmo, em prol do anúncio da vida de Cristo para o mundo.

O Ronaldo faleceu muito jovem, aos vinte e cinco anos, em um fatídico acidente de carro, quando regressava para Fortaleza/CE, vindo de uma viagem apostólica na cidade de Natal/RN, porém, deixou um forte rastro de santidade que, até hoje, atrai muitos jovens para a consagração a Deus, levando-os à oferta de vida incondicional a Jesus Cristo.

Perceba que eu escrevi o nome do Ronaldo sempre precedido do artigo “o” ou da contração “do”, que, na linguagem informal, denotam certa intimidade com a pessoa a qual nos referimos. Eu não conheci o Ronaldo pessoalmente, pois ele faleceu em dezessete de fevereiro de 1995, mas refiro-me a ele como um conhecido, pois tenho certeza de que, na minha vocação, também há um traço de sua intercessão, já que conheci a Obra Shalom em setembro de 1996, um pouco mais de um ano depois de sua morte, data em que fiz o meu Seminário de Vida no Espírito Santo.

Recordo que, em uma das palestras, o pregador falava muito sobre a vida do Ronaldo e de como ele escolheu dar tudo a Deus, literalmente, derramando até a sua última gota de sangue pela evangelização (ao chegar no hospital, após o acidente, os médicos constataram que houve realmente uma hemorragia tão grande, que o fez perder todo o sangue).

Este trecho da pregação me marcou tanto, que é o único do qual me lembro com toda clareza até hoje, quase vinte e três anos depois.

Aproveitemo-nos, assim, das riquezas escondidas nesta pequena obra e renovemos também em nossos corações os desejos de santidade, de radicalidade e de vivência do Evangelho em meio a tantas coisas passageiras e vazias que nos são oferecidas diariamente, e, deste modo, faremos, assim como o Ronaldo, a bela opção de escolher a santidade, pois nossa vida é só um instante, se comparada à eternidade na qual viveremos para sempre e de onde o Ronaldo e tantos outros santos já intercede por nós.

Ficha

Editora: Shalom
Idioma: Português
Edição: 2015
Acabamento: Brochura
Autor: Ronaldo Pereira, prefácio e adaptação de Maria Emmir O. Nogueira

Boa leitura!

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital