Artigos

10/06/2018

Amor que nos ensina a amar

“…para dizer a verdade, cada vez que a vejo, sinto-me perdidamente apaixonado, como se fosse a primeira vez que a visse. E sobre isso, eu tenho a plena convicção que é o amor de Deus que cria uma corrente que nos mantêm firmes e dispostos a lutar todos os dias contra o pecado que quer destruir o que o amor de Deus constrói”.

“E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição” (Colossenses 3, 14). É com esse belo versículo que eu dou início a um relato de amor, dedicação, compromisso e oração vivenciado por mim e por aquela à qual soube me encantar e me conduzir cada vez mais para próximo de Deus.

Amar é um dom de Deus e como a qualquer dom, é preciso dedicação, zelo e cuidado para não deixar que ele seja destruído ou corrompido pela ação do inimigo. Diante disso, o namoro é uma dádiva de Deus em nossas vidas e, como tal, somos chamados a cultivá-lo, de maneira que floresça e gere bons frutos.

Desde muito cedo, tenho uma vida embasada na fé católica, por meio da Comunidade Mariana Boa Semente, na qual busco constantemente ser fiel no serviço e na vocação a qual Deus me convocou. Dito isso, no decorrer da minha caminhada, tive a grande graça de conhecer uma pessoa muito especial que, junto a mim, vive a incessante busca por Cristo e pela santidade. Dessa forma, posso dizer que eu sou um homem muito feliz, por ter a oportunidade de viver um namoro nascido e permanecido em Deus.

Conhecer o meu amor em um Retiro da Comunidade Mariana Boa Semente, da qual fazemos parte, foi uma grande amostra da bondade de Deus, uma vez que a cada dia eu percebo que não poderia ter sido de outra forma. Na época, passamos por um período de discernimento para que, de fato, começássemos um namoro, período esse que foi fundamental para nos conhecermos e rezarmos para discernir se realmente a vontade de Deus para nossas vidas coincidia com a nossa e, desde então, somos diariamente desafiados e chamados a viver um namoro santo.

Todo e qualquer ser humano que se disponha a estabelecer um relacionamento amoroso com outra pessoa, está sujeito a muitos desafios, os quais apenas aqueles que verdadeiramente amam são capazes de superar e seguir em frente. E no meu namoro não é diferente, conviver com uma pessoa com gostos, sonhos e personalidades distintas é como caminhar de olhos vendados em terras desconhecidas. Mas quando um se dispõe a ajudar o outro, o caminho se torna fácil e possível. Muitas vezes, no meio desse caminho, estamos condicionados a ficar com medo, dúvidas e, às vezes, cansados, já que somos pessoas frágeis e pecadoras. Entretanto, quando Deus é o centro de todas as coisas e, principalmente do amor construído entre o casal, o perdão, a compreensão e o desejo de ser um só permanece todos os dias.

Neste mês, completamos três anos e oito meses de namoro, e, para dizer a verdade, cada vez que a vejo, sinto-me perdidamente apaixonado, como se fosse a primeira vez que a visse. E sobre isso, eu tenho a plena convicção que é o amor de Deus que cria uma corrente que nos mantêm firmes e dispostos a lutar todos os dias contra o pecado que quer destruir o que o amor de Deus constrói. Feliz dia dos namorados! Que Deus lhes abençoe e Maria lhes guarde!

Antônio Luigi de Souza Carvalho

Postulante na dimensão de Aliança

Missão Fortaleza

2 Comentários
  1. Gessé SMSB disse:

    Belíssimo testemunho, meu amigo Luigi. Que Jesus e Maria abençoem e guardem o namoro de vocês!

  2. Eric Gomes disse:

    Fico muito feliz em ver a perseverança desse amor. Deus os abençoe, meninos! Que o namoro de vocês continue sendo testemunho para muitos. Abraço.

Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital