03/11/2016

Amor: investimento a longo prazo

por Fonte: Destrave

Quem investe nessa aventura descobre que o amor não é lucro de retorno imediato, mas investimento a longo prazo Ah, o amor! Desejado, buscado, ilustrado, encenado em forma de poesia… Em todo canto há amor! Há mesmo? O tal do amor é algo que nos move, coloca-nos em movimento. Estamos em constante busca, vamos atrás dos […]

Quem investe nessa aventura descobre que o amor não é lucro de retorno imediato, mas investimento a longo prazo

Ah, o amor! Desejado, buscado, ilustrado, encenado em forma de poesia… Em todo canto há amor!

Há mesmo?

O tal do amor é algo que nos move, coloca-nos em movimento. Estamos em constante busca, vamos atrás dos mais variados tipos de amor, seja amor de mãe, de pai, de amigos… E o tal amor da vida! Metade da laranja, cara-metade, príncipe encantado ou qualquer que seja a expressão usada, ela nos mostra que somos sedentos de algo que nos preencha.

Esse texto é para você que está nessa busca do amor, para ajudá-lo a pensar como está vivendo esse momento, para lhe contar como é árduo esse caminho e lhe dizer que é subida de morro! Mas o texto é também para lhe dizer que a vista do por do sol é mais bonita lá de cima.

Procurar um amor não é simples. Talvez seja para quem não sabe o que procura, para quem somente espera chegar. Quem investe nessa aventura descobre que o amor não é lucro de retorno imediato, mas investimento a longo prazo. Não ceda à tentação de procurar saídas fáceis ou atalhos na vida.

Amar exige coragem. Encontrar o amor da vida quer dizer encontrar alguém para viver a sua velhice. Hoje, seu companheiro de jantares românticos e de fotos na Pedra do Arpoador, postadas no Instagram; amanhã, quem apenas dormirá ao seu lado numa velha cama e achará lindo os seus cabelos brancos e suas rugas que não agregam likes nas redes. Por isso, saiba investir. Comprometer-se a amar alguém a longo prazo é uma aposta alta. Amor é um processo e não um simples substantivo. Deveria sempre ser utilizado na forma verbal, ou seja, “amar”, pois é ação, movimento e envolvimento.

Um padre ensinou-me, certa vez, que amar é morrer para que o outro viva. É morrer nas minhas vontades, esvaziar-me de mim para doar a outrem. É ceder, dar espaço ao outro, ir na contramão do egoísmo que vivemos. Amar é cuidar, é fazer o outro feliz e ser feliz pelo sorriso dele. Parece absurdo? Parece louco doar-se a alguém? Anular-se? Onde já se viu isso! Eu lhe digo.

Quem não conhece o Amor Maior não é capaz de amar verdadeiramente, não é capaz de levar o amor às últimas consequências. Eu compreendi o amor ao olhar para a cruz, quando vi que Ele, o Senhor do mundo, Criador de céus e terras, entregou Seu Filho para nos salvar. Esse é o exemplo que tenho de amor. E você?

Para ser capaz de amar, eu preciso investir, antes, em mim. Antes de por-me a buscar, preciso, como bom acionista, fazer cálculos e consultar especialistas. Investir em ações não é um jogo de azar, mas requer envolvimento, experiência, estudo, ousadia e um pouquinho de sorte. É necessário que, nesse tempo, enquanto Deus ainda não me enviou um par, que eu me ponha a crescer, coloque-me num tempo de esperas frutíferas, em autoconhecimento e saiba o que procuro. Aqui não há sorte, há oração. Aqui, há abandono à vontade do Pai.

Deposite seus sonhos em quem realmente pode realizá-los. Viva a castidade, compreenda a beleza de vivê-la e prepare seu coração para que ele não se entregue a qualquer migalha de amor. Guarde-se para o amor que o conduzirá ao céu. Espere por aquele que zelará pelo seu templo. Aguarde aquela pessoa que o ajudará a viver um namoro santo. Se tiver seus pés firmes em Deus, quando o amor chegar, você saberá, como bom investidor, que o amor atual ainda estará em alta daqui a 20 ou 30 anos, quando vocês se tornarem pessoas diferentes.

Amar, além de ser um sentimento, é uma construção, um investimento contínuo. Dia a dia, hora a hora, acreditando que vai dar certo e trabalhando para adaptá-lo, reorientá-lo e transformá-lo naquilo que os dois conseguirem fazer juntos, com defeitos e qualidades, ganhos e perdas; mas uma relação única, singular. Dois amantes que se transformam também em sócios, parceiros e cúmplices, e apostam todas as suas fichas no desafio de viver um namoro que se torne sacramento tão breve.

“Mantém o teu coração firme e sê constante (…), e não te afobes no tempo da contrariedade. Suporta as demoras de Deus, agarra-te a Ele e não o largues, para que sejas sábio em teus caminhos. Tudo o que acontecer, aceita-o, e sê constante na dor; na tua humilhação tem paciência, pois é no fogo que o ouro e a prata são provados e, no cadinho da humilhação os que são agradáveis a Deus” (Eclo 2,1-6)

Eis o segredo da perseverança e da vivência das demoras de Deus: permanecer firme e constante na oração, estar agarrado a Deus. Esse é o segredo para saber investir, para entender que o investimento é a longo prazo.

Que a gente não canse; ou se cansar, encontre forças para continuar e restaure as forças.

Que a gente não desista antes de ver o sonho de Deus se realizar.

Que a gente tenha paciência nessa espera.

Que a gente aprenda a tornar frutífero esse tempo de investimento.

Que, em breve, a gente encontre alguém para partilhar a beleza de um amor casto.

Fonte: Destrave

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital