Artigos

17/12/2019

Afinal, quando Jesus voltará?

São Tiago nos recorda de uma espera paciente e nos situa em um tempo intermediário entre a Primeira e a Segunda Vinda. 16 dezembro 2019 O período do Advento celebra a espera do Senhor que vem em sua Primeira e Segunda Vinda, esta última chamada de Parusia. “A Igreja primitiva, aquela do primeiro século vivia numa expectativa […]

São Tiago nos recorda de uma espera paciente e nos situa em um tempo intermediário entre a Primeira e a Segunda Vinda.

O período do Advento celebra a espera do Senhor que vem em sua Primeira e Segunda Vinda, esta última chamada de Parusia. “A Igreja primitiva, aquela do primeiro século vivia numa expectativa do retorno iminente de Jesus”, explica a Missionária e Teóloga Josefa Alves, coordenadora científica do Instituto Parresia.

Passados vinte e um séculos poderíamos nos perguntar, o que aconteceu do Senhor ainda não ter voltado? “Precisamos entender uma coisa”, pontua Josefa. “Existiu a Primeira Vinda do Senhor, que celebramos no Natal; a Segunda Vinda do Senhor para qual nos preparamos, mas, entre uma e outra existe a vinda intermediária, onde o Senhor se revela a nós  todo instante e de várias formas”.

“A vinda intermediária é o convite contínuo de Deus à nossa conversão”, explica a teóloga Josefa Alves. Foto: arquivo pessoal.

É neste período intermediário onde  acontece o nosso encontro particular e definitivo  com o Senhor. “São Tiago escreve em sua carta, no capítulo 5, versículo 7, que quanto à Segunda Vinda do Senhor devemos ser pacientes e esperançosos, como um lavrador que trabalha a terra e espera bastante”, ensina a teóloga.

A Segunda Vinda do Senhor não pode ser calculada dentro do nosso entendimento de tempo e espaço. “Aqui nós falamos de eternidade. No Evangelho de João, capítulo 14, Jesus diz que o nosso coração não deve se perturbar, porque na Casa do Pai tem muitas moradas e Ele vai preparar um lugar para nós”, relembra a missionária.

Este tempo que estamos vivendo é o de preparação. “A vinda intermediária é o convite contínuo de Deus à nossa conversão. O Advento nos situa nesta passagem intermediária  entre as duas vindas do Senhor. Antes da Parusia, sou convidado a viver esta espera paciente e preparatória para o encontro definitivo com o Senhor”, finaliza.

Home

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital