Artigos

04/04/2021

A Páscoa e os apelos da mídia

Então, como deixar de transformar festas cristãs em festas do comércio? É necessário reeducar urgentemente as crianças e os jovens nos valores religiosos e dar verdadeiro testemunho de vivência e entendimento das solenidades religiosas em nossas paróquias e comunidades. Renunciar e resistir ao consumismo!

 

A Páscoa é a celebração da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Para nós, é o momento ápice em que Jesus nos redimiu dos nossos pecados doando-se, entregando-se à Cruz e “sendo contado como malfeitor; ele na verdade, resgatava o pecado de todos e intercedia por todos os pecadores” (cf. Is 53, 12). Mas Ele foi exaltado, Seu trono está no mais alto dos céus e Seu Reino não terá fim. Isso celebramos: Jesus venceu a morte, Ele ressuscitou.

Todas as pessoas têm a ciência da importância dessa verdade, certo?! Infelizmente não é o que vemos hoje! O real significado devia estar enraizado nos corações de todos os cristãos, no entanto quando perguntamos o que é a Páscoa, as pessoas, principalmente as crianças, logo pensam em ovos de chocolate, coelhos e presentes.

Nessa época, as campanhas publicitárias mostram coelhos simpáticos e alegres que trazem ovos de chocolate de todos os tamanhos e sabores, cheios de surpresas. Os personagens preferidos estão estampados nas embalagens coloridas, o mercado fica repleto de opções deliciosas e as propagandas mostram alegria associada ao consumo do tão amado chocolate. Essas figuras ganham toda a atenção e é quase impossível resistir a tantos recursos fantásticos. Assim, somos vencidos e em nossas casas e vidas Jesus Ressuscitado vai, aos poucos, sendo deixado de lado.

Padre Joãozinho (SCJ) afirma que as duas festas pilares da Igreja, a Páscoa e o Natal, se tornaram datas importantes para o comércio e que São João Paulo II nos adverte sobre “essa realidade perversa que transforma o tempo do encontro com Deus num tempo de consumo”.

Então, como deixar de transformar festas cristãs em festas do comércio? É necessário reeducar urgentemente as crianças e os jovens nos valores religiosos e dar verdadeiro testemunho de vivência e entendimento das solenidades religiosas em nossas paróquias e comunidades. Renunciar e resistir ao consumismo!

A Páscoa celebra a vitória de Cristo, a vida eterna que é nossa herança. “Este dia será para vós uma festa memorável em honra do Senhor, que haveis de celebrar, por todas as gerações, como instituição perpétua” (cf. Ex 12,14).

Lembremos que a morte não existe mais, pois foi vencida pelo Senhor da Vida!

Que Deus os abençoe e Maria os guarde!

Ávilla Alves

Noviça na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixadá

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital