24/08/2017

A Confiança que gera Paciência

por Luigi Carvalho

Em Romanos 12-12, Deus nos exorta que precisamos ser alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração. Sendo assim, é fácil percebermos que o saber esperar é algo que está intimamente relacionado a uma vida de oração saudável, pois a oração educa a nossa alma para que seja paciente.

Vivemos em um mundo cada vez mais apressado, onde esperar tornou-se, muitas vezes, motivo de angústia, estresse e até mesmo de ódio. Nessa perspectiva, a paciência é uma virtude substancial na vida do homem, uma vez que, por meio dela, somos capazes de escutar a voz de Deus e, assim, tomar decisões corretas, as quais nos conduzem à felicidade.

A paciência é um dos Frutos de Vida do Espírito Santo que somos chamados a viver diariamente em cada dimensão de nossas vidas. Em Romanos 12-12, Deus nos exorta que precisamos ser alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração. Sendo assim, é fácil percebermos que o saber esperar é algo que está intimamente relacionado a uma vida de oração saudável, pois a oração educa a nossa alma para que seja paciente na medida em que somos capazes de enxergar os propósitos de Deus em nossas vidas. Entretanto, para que seja possível educar a alma, não só na paciência, mas em muitos outros Frutos do Espírito Santo, também é preciso educar o nosso corpo, uma vez que corpo e alma são duas dimensões que não costumam andar separadas. Pe. Fábio de Melo, em uma de suas pregações, afirma que um corpo em um ritmo acelerado dificulta o descanso da alma. Sendo assim, satisfazer as necessidades corporais é fundamental para que se possa iniciar um processo de satisfação da alma.

Além disso, ser paciente é também, e, sobretudo, um ato de confiança em Deus. Quando aceitamos os planos de Deus em nossas vidas estamos abrindo portas não só para uma vida de perfeições, mas também para uma vida de tribulações, pois sabemos que é preciso, muitas vezes, passar por um caminho de cruz para alcançarmos a felicidade tão almejada por nós. Portanto, confiar em Deus é saber esperar nEle, é acreditar que Ele tem o melhor preparado para cada um de nós, mesmo quando somos incapazes de entender seus propósitos.

Dessa forma, a paciência não é um fruto que iremos conseguir de imediato, mas sim algo que devemos trabalhar constantemente em nossas vivências à medida que nos fortalecemos na oração, no silêncio da alma e na confiança em Deus. Ademais, precisamos estar cientes de que durante o processo de busca pela virtude da paciência estaremos submetidos a muitas dificuldades, entretanto, é exatamente por isso que é necessário revigorarmos a nossa confiança em Deus e deixarmo-nos ser moldados por Ele como vasos de argila nas mãos do oleiro. Que Deus os abençoe e Maria os guarde!

Antônio Luigi de Souza Carvalho

Postulante na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Fortaleza

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Lojinha Boa Semente Faça seu Pedido: (88) 9 9772-3677

Notoris - Agência Digital