Artigos

29/09/2020

8° DIA DA NOVENA A SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS

  1 – SINAL DA CRUZ 2 – VINDE ESPÍRITO SANTO… 3 – INTENÇÕES: Pessoal e Comunitária 4 – ORAÇÃO INICIAL (das Laudes – Liturgia das Horas, própria da santa) “Ó Deus, que preparais o vosso Reino para os pequenos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, […]

 

1 – SINAL DA CRUZ

2 – VINDE ESPÍRITO SANTO…

3 – INTENÇÕES:
Pessoal e Comunitária

4 – ORAÇÃO INICIAL
(das Laudes – Liturgia das Horas, própria da santa)

“Ó Deus, que preparais o vosso Reino para os pequenos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém

5 – PALAVRA DA SANTA SOBRE:

SER SANTO

“Para se chegar a ser santo, é necessario sofrer muito, ambicionar sempre o que há de mais perfeito e esquecer-se de si mesmo.
Meu Deus! não quero ser san­ta pela metade, quero sê-lo deveras; não me amedronta ter que sofrer por vós, o que me mete medo é ter de governar a minha vontade: toma posse dela, pois eu escolho tudo o que vós quereis.”
(Santa Teresinha do Menino Jesus – Histeria de uma alma, c. I)

6 – MEDITAÇÃO PESSOAL

7 – SANTIFICANDO-SE NA PEQUENA VIA:
BEATA TERESA DO MENINO JESUS E SÃO JOÃO DA CRUZ
Virgem e Carmelita descalço – martir

O martírio foi um desejo irrealizável de Santa Teresinha do Menino Jesus, porém foi plenamente abraçado por nossa Beata
Nasceu em Mochales (Guadalajara) em 5 de março de 1909. Em seu batismo chamava-se Eusebia García García e seus pais Juan e Eulalia. Ela era a segunda de oito irmãos.

A partir dos seis anos viveu longos períodos com o tio padre D. Florentino, (também beato) que em 1936 também derramou o seu sangue por Cristo Rei, em Sigüenza (Guadalajara).

Aos nove anos fez dois votos: de castidade e escravidão mariana, o que nos mostra sua vida de piedade.

Em 1918, ingressou no colégio das Irmãs Ursulinas como estagiária. Lendo a biografia de Santa Teresa do Menino Jesus “História de uma alma”, ela se sentiu claramente chamada ao claustro carmelita, inclinando-se desde o primeiro momento para o Carmelo de San José de Guadalajara. Teve que esperar um pouco, com o qual se aperfeiçoou no estudo da música e no treinamento para uma vida de penitência.

A entrada no Mosteiro foi marcada para 2 de maio de 1925, quando tinha 16 anos. Um dia de grande sacrifício para todos: uma pomba voou até o pombal e até mesmo seu irmãozinho Gaudêncio, do berço, ergueu os braços como se quisesse contê-la.

Assim que passou a porta que se fechou, a nova candidata sentiu-se completamente feliz, amou tudo: a sua cela, o claustro, a vida comunitária … o seu desejado nome de Teresa do Menino Jesus ao qual depois acrescentou: e São João da Cruz.

Desde a sua entrada exerceu o cargo de organista, estreando-se por ocasião da canonização de Santa Teresita (25 de maio de 1925).

Em 6 de março de 1930, ele pronunciou seus votos solenes de pobreza, castidade e obediência. Trabalhando arduamente na sua santificação e fazendo resplandecer toda a sua vida religiosa com o seu amor, fidelidade e abandono à vontade de Deus. Já era “tudo de Jesus e Jesus de Teresa”.

Numa carta a uma amiga religiosa, ela escreveu: “Tudo o que tenho são desejos, mas muitos desejos de ser santa, ser tudo de Jesus … prestar-lhe amor com amor.”

De temperamento forte, ela nunca desistiu de lutar contra si mesma; Ela foi ouvida a afirmar: “Não desanimo pelos meus defeitos, pelo contrário, porque assim tenho mais oportunidades de merecer lutar contra eles e um dia farão brilhar em mim a infinita misericórdia de Deus.” “Não gosto da vida dos santos em que falam apenas de suas virtudes, escondendo suas faltas e lutas. Quando eu morrer, não esconda os meus defeitos para que a misericórdia de Jesus para comigo brilhe mais ”.

Alma profundamente eucarística e missionária, ela passou longas horas em frente ao tabernáculo tomando “banhos de sol”, pedindo a santificação dos sacerdotes e a salvação das almas.

A irmã Teresa do Menino Jesus testemunhou a morte de suas irmãs:
María Pilar de San Francisco de Borja
Maria Anjos de São José, mas ela permanece ilesa. Ela tenta entrar no Palace Hotel, mas alguns milicianos a impedem: neste chega outro que tenta pegá-la pelo braço, mas o rejeita com energia. Ele a força a descer a rua San Juan de Dios e lhe diz: “Não tenha medo, esses são brutos; Eu vou te levar onde nada acontece com você ”. Ela repete sem cessar: “Jesus, Jesus …” Chegam à ponte de Santo Antônio, voltam para a estrada do Cemitério. Ela anda devagar, ela está desconfiada; As maliciosas insinuações do grupo de milicianos que se juntaram a eles intensificam-se, querem obrigá-lo a gritar: “Viva o comunismo”. Mas esta nova heroína da fé, firme no propósito de se entregar a Deus, abre os braços na cruz e começa a correr gritando: “Viva Cristo Rei! Viva Cristo Rei!

Foi beatificada, junto com suas duas companheiras María Ángeles e María Pilar, sendo a primeira beata dos muitos mártires que morreram por sua fé durante a Guerra Civil Espanhola. século XX, em 1° de Março de 1987, em Roma por São João Paulo II
Sua festa litúrgica é
6 de novembro

Beata Teresa do Menino Jesus e São João da Cruz, roga por nós, para que cresçamos na pequena via e santificado nesta vida cheguemos ao céus. Para aí abraçar a ti e a Santa Teresinha do Menino Jesus e juntos cantarmos louvor ao nosso Deus Trino. Amém

8 – ORAÇÃO FINAL
(composta pela Beata Maria Pierina de Micheli)

“Lembrai-vos, ó Santa Teresinha do Menino Jesus, da promessa que fizestes de passar o vosso Céu, beneficiando a terra atendei à fé e confiança com que vos invocamos e não à nossa indignidade, e deixai cair a vosso chuva de rosas, sobre nós, sobre todos as nossas precisões, especialmente, sobre a que hoje vos apresentamos. (nomina-las em silêncio) Iluminai a nossa alma
para bem compreendermos e seguirmos a vossa Pequena Vereda que vos levou a tão grande santidade; inflamai nosso coração com aquele amor que no vosso ardia, a fim de que, a pós as lutas desta Vida possamos convosco ir gozar da eterna bem-aventurança. Amém.”

PAI NOSSO…
AVE MARIA…
24x o GLÓRIA AO PAI…

SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS – Rogai por nós.

Antônio Gomes

Consagrado na dimensão de Aliança da Comunidade Mariana Boa Semente

Missão Quixeramobim (Sede)

Fontes utilizadas:

– Obras Completas de Santa Teresinha do Menino Jesus – Tradução (org.) da Ed. Paulus.
– Liturgia das Horas – Ed. Paulinas (versão online)

Site e blogs
consultados:

– Wikipedia
– https://martiresdeguadalajara.net/tres-azucenas/teresa/
– http://martiresdeespanha.blogspot.com/2013/03/tres-martires-carmelitas-de-guadalajara.html?m=1

0 Comentários
Deixe o seu comentário!

Confira as atualizações dos Blogs!
Notoris - Agência Digital